WataMote – Alguém mais patético que você

É sempre melhor rir da desgraça alheia.

Watamote-OP1-Large-01

Tomoko Kuroki (ou Kuroki Tomoko) é uma garota de 15 anos que acaba de entrar no colegial. Lá ela irá encontrar amigos interessantes e viver às brigas com um garoto que acaba se tornando seu verdadeiro amor.

Só que não.

Tomoko é uma otome, uma “nerda”, viciada em jogos de simulação de encontros e coisas do tipo. Sua aparencia é desleixada, com cabelos mal penteados e frequentemente oleosos demais. Ela tem olheiras profundas, que aparentemente são de familía. Não chega a ser feia, esquisita parece a palavra certa.  Socialmente, ela é um desastre. Ela gagueja e murmura com quase todo mundo, a impressão  que passa é que ela está tentando tão loucamente falar as coisas certas, ou interessantes, ou engraçadas, que se torna incapaz de falar qualquer coisa.

Ela quer desesperadamente ser aceita que tenta se alterar o tempo todo, com resultados de ruins à péssimos, em um momento tentando inclusive se encaixar no esteriotipo de mangás da “garota calada que acaba sendo popular”. E falha miseravelmente. Ao mesmo tempo que, quando falha, critica (para si mesma, claro) as pessoas  ao redor por se encaixarem nos padrões, chamando as garotas de vadias e os caras de otários.

Tomoko acessando s SuperAmiches. Post do Vinnie pelo sorriso.

Tomoko acessando s SuperAmiches. Post do Vinnie pelo sorriso.

WataMote (Watashi ga Motenai no wa Dou Kangaetemo Omaera ga Waru, ou Não Importa Como Eu Veja, é Culpa de Vocês Que Eu Não Sou Popular é o nome da série. por isso é chamada apenas de WataMote) é uma comédia, apesar de tudo. É como ver Steve Carell em The Office, dá um grande desconforto, mas é engraçado. Tomoko é a rainha da Vergonha Alheia. 

Bem, melhor que o possivel video cast dos Amiches.

Bem, melhor que o possivel videocast dos Amiches.

Boa parte do mangá e do anime é um monólogo de Tomoko, com ela pensando sobre como reagir com as pessoas e situações ao seu redor. Há poucos dialogos, a maioria desajeitados e constrangedores, pra quem assiste inclusive. Seus dialogos mais frequentes são com seu irmão mais novo, que embora apegado com ela antes está naquela fase de se afastar, claro, as atitudes de sua irmã estranha com certeza ajudam nesse posicionamento. Ela também tem uma única amiga, Yue já seguiu em frente e se tornou uma pessoa socialmente aceitável.

Como não tentar ajudar graciosa sua irmã mais nova?

Como não tentar ajudar graciosa sua irmã mais nova velha?

Pária não é a palavra para  defini-la. Para ser uma pária ela teria que fazer algo errado e para isso ela teria quer ser notada por alguém. Ela é basicamente invisível, todos já tiveram alguém assim na classe, ou já foram essa pessoa. O anime mostra isso de forma sensacional, com Tomoko sendo a única personagem sem cores nas cenas da sala de aula.

ain_t_no_party_like_a_tomoko_kuroki_party_by_nothguy-d6vcyjg

Tendo quinze anos, é natural que ela tenha curiosidades sobre sexo, e Tomoko realmente pensa muito nisso. Mas suas únicas fontes, assim como de muitos leitores, são a internet e jogos. Em certos momentos, nem as mulheres ao seu redor escapam de uma olhada, mas parece claro que, quando (e se) chegar a sua vez, Tomoko vai surtar. Isso fica claro quando ela sente uma pontada de inveja de uma garota da classe que disse ter sido assediada no trem (sendo o Japão é óbvi0). Quando algo semelhante lhe ocorre (assim ela pensa), Tomoko entra em pânico.  O que sempre lhe acontece quando ela tem a chance de ter qualquer tipo de interação social com alguém.

Transão demais.

Transão demais.

Ela é uma personagem interessante. Não parece ser feita para se gostar dela, mas também não parece ser possivel sentir piedade, graças a um pensamento que lhe ocorre. Você vai ficar rindo dela e de suas tentativas frustradas de se enturmar e mais, do que ela comenta em pensamento após cada tentativa. Ela parece ser alheia aos fatores que a tornam tão disfuncional, como quando tenta mudar de aparencia e acaba ficando realmente horrenda. Ela se vê no espelho e se acha bonita. Mesmo vivendo uma vida assim, Tomoko não é deprimida. Ela mantém uma atitude de seguir tentando, isso se traduz bem no nome da série. Na maior parte do tempo, Tomoko acha que culpa dos outros ela não ser a rainha da popularidade.

Muito gata

Muito gata

E talvez esses pensamentos díspares dela seja algo que explique o sucesso que a série atingiu. Todos temos algo de Tomoko, e se você está lendo isso agora, nesse site, certamente que tem, mesmo que só um pouco, ou já tenha deixado isso para trás.

Você com certeza vai rir em WataMote, mas vai achar igualmente desconfortável. Se for esse o caso, você é uma pessoa normal.

Segue a abertura com um death metal nervoso, que na minha opinião, parece traduzir bem o anime e Tomoko.