Trainspotting – O Review que Provavelmente Vai Sair

225802

Existe um outro review, mas ele provavelmente nunca vai sair porque ficou uma droga.

81D2BiUnSCL

Todo mundo é viciado em alguma droga, até a pessoa mais puritana. Talvez os mais puritanos não, o que torna a vida deles um lixo maior que o da maioria. Mas o fato é que uma hora ou outra esse vício aparece, seja ele menos ou mais aceito, legal ou ilegal, inocente ou danoso. Existe algum vício inocente? Quer dizer, algumas pessoas acabam com a própria vida mais rápido que as outras graças aos seus vícios, mas no final todo mundo acaba se ferrando graças a esse ponto fraco moral ou sei lá que outra nomenclatura a galera mais moralista usa.

Se você acha que não tem contato nem é viciado em nenhuma droga eu acho melhor pensar duas vezes, pois o cardápio pode confundir um pouco o freguês. No Grand Bistrô dos Vícios são servidos os mais variados tipos de droga, existe, por exemplo, maconha, cocaína, heroína, crack, álcool, cafeína, Ritalina, açúcar, diazepam (“mas é só quando tá difícil de dormir”), antidepressivos, analgésicos, nicotina, religião, extremismo político, analgésicos, sexo, jogos; estamos falando basicamente do melhor restaurante do mundo. E não podemos esquecer claro da maior de todas as drogas: a droga da sua vida.

Responsabilidades demais, desemprego, instabilidade econômica e política, filhos, contas, instabilidade política, vizinho chato, mais contas, trabalho sufocante, relacionamento sufocante, doenças, estresse, início de depressão… a não sr que você seja um multimilionário vivendo em sua própria ilha paradisíaca existe uma chance astronômica de a sua vida em algum momento ser uma droga também. Quem eu estou tentando enganar? Mesmo que você seja doente de tão rico a sua vida  também pode ser uma bela de uma droga!

E é sobre isso que Trainspotting trata basicamente, a droga de vida que todos temos. Não se enganem ao pensar que Renton, Sick Boy e Spud estão em situação pior que os outros personagens ou outras pessoas graças ao vício em heroína (que antes do surgimento do crack era o grande assassino e inimigo da juventude). Dá pra julgar alguém como tomando uma atitude errada quando ela está ciente de estar acabando com a própria vida com prazer momentâneo? Quantos de nós; limpos, religiosos e abstêmios; conseguiu uma mínima porcentagem de felicidade e prazer que um viciado já conseguiu, por mais mortal e efêmera que fosse? Talvez os errados sejamos nós.

***

Lançado em 1993, Trainspotting e um livro que mais parece um compilado de contos envolvendo os mesmos personagens, sem um linha do tempo muito evidente com exceção de um ponto chave aqui e acolá que te ajuda a se situar. Escrito de maneira crua e suja, repleto de palavrões e vazio em esperança, o que foi concebido originalmente como um retrato da juventude irlandesa sem trabalho nem expectativa de uma vida melhor, o livro acabou se tornando uma obra cultuada no resto do mundo. Talvez porque não seja apenas a juventude irlandesa que não tem emprego nem expectativa de uma vida melhor.

Mesmo sendo escrito com linguagem simples (e tremendamente chula), a leitura no início pode ser uma pouco difícil de engrenar, mas não demora muito pra você se agarrar ao livro e não querer parar até ler a última linha. Talvez não seja a leitura mais recomendada pra sua tia que participa do grupo de estudos bíblicos, ou então para aquele seu colega de trabalho de 25 anos que profere ladainhas e propaganda sobre uma ditadura na qual ele nunca viveu nem leu sobre, mas com certeza é o tipo de livro que não passa pela sua cabeça sem dar uma chacoalhada nas suas ideias. A versão do livro que possuo é a que está estampando o post, eu não faço a menor ideia se existe alguma diferença entre elas além da capa e a diferença bem pequena nos preços, o que eu sei é que eu provavelmente vou jogar o meu na cara das pessoas sempre que me pedirem uma dica de leitura.

PS: O livro sempre vai ser melhor que o filme, mas nesse caso eu acho que temos um empate.

PS²: A outra versão do post ainda se encontra nos rascunhos, e provavelmente é lá que ela vai morrer sem nunca ver a luz do dia.

Godoka
05/07/2017
  • O_Comentarista

    “E não podemos esquecer claro da maior de todas as drogas: a droga da sua vida.”

    Só li verdades.

    Meus atuais vícios são Gwent no PS4 e sexo solitário.

    • [Better Call Harvey]

      e as dorgas??

      • O_Comentarista

        Só se eu começar a consumir One Piece…

  • disqus_zLe6H8SarA

    Sou viciado em internet e falar merda.

    • Peixe-Gato:Pet do Nerd Reverso

      A segunda parte dessa afirmativa é clara.

      • disqus_zLe6H8SarA

        Bloqueado seu babaca.

        • Peixe-Gato:Pet do Nerd Reverso

          Ain, nossa…vou morrer…oh, céus…

  • disqus_zLe6H8SarA

    Sou viciado em pensar.

  • disqus_zLe6H8SarA

    Sou viciado em cagar nas calças.

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    Interessante.