Sobre Preacher… série, quadrinhos e futura frustração

Demorei demais pra escrever esse post.

 

Bem, já faz um tempinho aí que saiu o trailer da futura série baseada em Preacher. Apenas baseada, pois o que o trailer mostrou em seu um minuto e pouca bosta de flashes não é nada nada animador. Se alguém ainda não viu, joguem um pouco das suas vidas foras clicando no vídeo abaixo.

 

Bem, esse trailer acabou por ser lançado em um momento bem peculiar para mim. A Panini recentemente lançou o sexto e último encadernado inédito (pela sua editora), e isso associado a uma promoção em que os demais encadernados saía pela metade do preço me levaram a comprar o que me restava para completar a coleção. E com a coleção completa, tive o prazer de reler tudo do início ao fim pela segunda vez na minha vida.

Superman: Entre a Foice e o Martelo, Os Supremos vol 1, O Garoto Que Colecionava Homem Aranha, Watchmen e Preacher. Podem parecer histórias que não tem conexão alguma, mas para mim essa lista faz todo o sentido. Dez anos atrás um amigo me emprestou um CD lotado de scans, histórias de grande qualidade. Essa sequência aí em cima, nessa exata ordem e lida durante as tardes no computador de casa me fez ser hoje um leitor e colecionador de quadrinhos. Vieram outras ótimas histórias depois, muitas presentes nesse mesmo CD, mas essa sequência de histórias lidas durante um pouco mais de um mês pra  mim é imbatível.

preacher_0

Dentre todas essas, Preacher foi a que mais me marcou. Talvez porque era a primeira a não falar de super heróis, ou pela crueza de vários momentos, ou pelo maior número de volumes, que passavam diante de meus olhos sem cansar, eu lia dez, doze histórias por dia e só parava pois tinha que cumprir com outros afazeres. A confusão por motivos ligados à religião que permeavam o meu dia a dia também foram muito responsáveis pelo carinho que sinto em relação a essa história, a qual hoje me orgulho de ter completa ali na minha prateleira.

E aí estamos de volta ao famigerado trailer. Aquilo ali era realmente necessário? À primeira vista temos um Jesse Custer realmente bem caracterizado, até ele abrir a boca e começar a parecer um Clint Eastwood de fim de feira. Escolheram o cowboy errado, galera. Depois um sequência de flashes nos quais eu detectei uns dois que fazem parte do quadrinho, e eu espero estar bem enganado em relação à um deles, senão fizeram uma bagunça temporal tão desgraçada que colocaram algo de deveria aparecer em um quarta ou até quinta temporada.

preacher

Mas vamos dar uma folga para o Jesse e vamos falar da Tulipa. Não me incomodou a mudança étnica da personagem, pelo menos até lembrar que ela é filha de um redneck babaca, então ser caucasiana fazia sentido, mas foda-se, podem arranjar uma desculpa para isso, o que seria bem piro, pensando bem. Mas o que realmente me incomodou foi colocarem duas cenas dela no trailer, uma em que ele não faz nada e outra em que está em perigo. Uma das personagens femininas mais fortes dos quadrinhos merecia aparecer de forma melhor.

tulip-ohare

Em relação ao Cassidy, me dá até vergonha pensar nisso. Por que todo maldito personagem levemente insano ligado à porra da DC tem que ter um ar de Coringa? Não dava só pra colocar um filha da puta noiado, tem que ter voz esganiçada e dar risadinhas além da cara de ganhou estrelinha dourada na escola por não ter comido o pote de cola?

amc-preacher-series-trailer-cassidy1

E isso nem é o pior, o pior é que não dá pra adaptar Preacher. Sabem aquelas subtramas e diálogos que fogem do plot principal e que estão em abundância nos quadrinhos? Sim, aquilo ali é importante, o escritor utiliza elas para passar uma mensagem assim como a trama principal, mas não é com esse tipo de narrativa que a televisão trabalha. Tem que ser objetivo, para a galera com preguiça de pensar entenda sem esforço, então vão ter que limar muita coisa que faz parte da identidade dos quadrinhos. E na minha opinião, se uma adaptação acaba com a identidade do original então ela não deveria ser feita.

E outra, mesmo se tirassem isso, alguém ainda acredita que a AMC iria manter o que sobrou? O sexo? A violência exagerada? A surra de pau mole nos valores americanos tradicionais? A AMC não teve coragem de fazer o filho do Rick matar o Shane em Walking Dead sem antes transformá-lo em um zumbi, acham mesmo que vão deixar Deus levar um tiro na cabeça?

SaintOfKillersKillsGod1.jpg~original

Enfim, esse texto tá ficando tão chato e amargo quanto que tá escrevendo. Espero que eu esteja redondamente enganado, e que a série seja boa, o que nem sempre está ligado com fazer sucesso. Mas, sinceramente, só consigo esperar o pior disso aí.

  • Felipe P. Silveira

    cara, Preacher não é serio, é sarcástico, é comedia, humor negro como gostam de dizer.
    E faço uma relação, em se falando de serie, com True Blood. Eu nunca tinha visto essa serie, só tinha ouvido falar e achava que era algo de terror pesado, mas esses tempos deu uma maratona do Cinemax e é comedia, é sangue pra todo lado, sexo,mas é isso, entretenimento. Não dá pra levar Preacher a serio, e eu vi muita gente cobrando isso dos produtores(não, porque Preacher é adulta, é serie, é alta literatura….meu caralho, é legal pra cacete, só isso) e agora eles, quem faz a serie, acham que a Preacher é seria, que tem algo realmente relevante a passar fora entretenimento descompromissado..

    • Amaro Junior

      Eis a questão. Os produtores LEVAM A SÉRIO DEMAIS! Por isso limam as piadinhas com cunho religioso ou com o estilo de vida americano.

      • Felipe P. Silveira

        Mas eles estão certos, a serie sai pela AMC, o dos produtores está na reta, não podem fazer algo visando o publico de nicho. Se fosse por um Starz da vida, eles faziam qualquer coisa e foda-se, hoje, o AMC é um canal de grande publico, a logica é agradar o grande publico.

    • Max06

      KKKKKKKKKKKKKKKKK KKK
      Pior que eu estava escrevendo um comentário falando a mesma coisa.
      O que eu recomendo, para quem vai ler ou já leu algo do Ennis, é que assistam o episódio “Scrotie McBoogerballs” de south park, vai resumir tudo do quadrinista irlandês em 20 minutos.
      Talvez vendo esse episódio a nerdaida troque o absorvente, e passe a encarar as obras como elas realmente são, humor negro misturado com canastrice, não existe nada de significativo ou relevante além disso.

  • Ainda nem vi o trailer, e nem pretendo ver.

  • Amaro Junior

    Cassidy sem óculos. Um dos maiores mistérios da HQ, uma coisa tão simples, e ninguém se dá ao trabalho de por a porra de um óculos escuros de R$9.90 no personagem. Parabéns, campeões!

  • Egon – Aroma ito

    Ainda estou tentando ter fé e vou esperar que como o hell disse “o trailer foi feito nas coxas, nem devem ter feito o piloto inteiro ainda”

    tirando a cena WTF do Cassidy no avião, todas as outras cenas me pareciam coerentes com acontecimentos da HQ.

    Eu comprei ontem o volume que vinha com a edição do Sangue e Whisky e engraçado que apesar de zoar os goticos dos anos 90 ainda serve pra praticamente toda sub-cultura que curte se acha melhor que os outros, Cassidy é um cara que curte coisas, mas evita fazer ou ficar em panelinhas, isso é o mais legal dele.

  • PCB

    Do jeito que a Panini tá, a série vai sair antes de relançarem o primeiro encadernado, e aí geral vai ver a série primeiro e dizer que “ain, é muito melhor”…

    • [Better Call Zoro]

      Tenho dúvidas se passa da 1ª temporada e mesmo que passe, duvido que atinja algum sucesso.

  • [Better Call Zoro]

    Li muito pouco preacher, na verdade li pouca cousa e folheei bastante.

    Ao que parece, a trama vai ser “Pastor + Justiceiro + Supernatural – piadinhas”.

    Pelo menos não estão adotando um clima infantil como foi com constantie. Cara como aquilo foi uma merda

  • Max06

    Nah
    O quadrinho já é bem galhofa (como praticamente tudo do Ennis), não tenho nenhuma expectativa na série. A única coisa que eu tinha achado foda foi que Dominic west estava na série, 30 seg depois eu percebi que não era ele, mas sim o Dominic Cooper. Enfim, esses 30 seg foram toda expectativa e decepção que tive, o que vier já é lucro.

    • Percival Marxista

      Preacher não é uma série galhofa.

      • Max06

        Sim ela é.

  • O_Comentarista

    Godoka, teria que ser muito ingênuo para acreditar que uma série feita por emissora de sinal aberto iria fazer uma série condizente com Preacher.

    Se fosse numa Netflix ou HBO da vida, ainda teria alguma chance.

  • Estou com meu coleguinha Godoka :/

  • Percival Marxista

    Só queria que o senhor lavasse a boca imunda antes de falar mal do pai da Tulipinha. Ele era meio machista opressor? Era! Entretanto acredito que na trama ele foi um pai quase tão bom quanto o Sir John Custer (um dos melhores personagens secundários da trama), pois ele respeitava o jeito próprio de ser da Tulipa (pois a maioria dos pais rednecks iria obrigar a filha a gostar de boneca e etc).