Semana do Dungeon Incomum – Ozanari Dungeon

Catacumbas do passado remoto.

Teve um momento que a ordem nas distribuidoras de video nacionais era “Se tem olho grande, traz pra cá.” E Ozanari Dungeon, ou como ficou conhecido em Itaquaquecetuba, Jovens Guerreiros é parte desse momento.

Eles não tem culpa desse nome depois ser associado à um bolstal grupo da Marvel.

A historia segue um grupo formado por três pessoas, a elfa bárbara Moka, mais musculos e agressividade do que cérebro, o Blueman, um gato antropomorfico que é o ladrão e o cerebro do grupo e o mago Killie Montain, que nunca fala e se comunica como o Coiote do Papa Leguas. Ele possivelmente é um coiote inclusive. O quarto membro é um tipo de mago transcedental chamado Espirito, que para tentar se reconectar com a humanidade se transforma na espada de Moka.

zuppy9a

E todos tem nomes de tipos de café.

Quatro volumes do mangá foram lançados aqui pela Editora Escala, em 2001. Já o anime teve três episódios no Japão e aqui surgiram em 1995, em forma de um unico movie. E duvido seriamente que tenha sido lançado aqui de forma oficial, o mangá em particular. O anime com certeza veio na esteira de Cavaleiros do Zodiaco, lançado aqui um ano antes.

Jovens-Guerreiros-Capa-Brasil-768x571

Naturalmente Ozanari Dungeon mereceria um lugar nessa semana, mas o fato principal é que durante minha procura por imagens de Dungeon Meshi encontrei essa fanart maneira.

ozari dungeon and dungeon mushi

 

Alguns são quase contrapartes dos outros, como Blueman e Chilchak, embora um seja um ladrão e o outro um ranger, ambos cosutmam pensar na propria segurança e são os mais racionais, ou os incomuns Senshi e Kilie Mountain. Mas é dificil pensar em duas elfas mais diferentes.

 

E que caralhos de game querem dizer ali? Onde? Pra qual console? Importa?

E que caralhos de game querem dizer ali? Onde? Pra qual console? Importa?

 

Não é um mangá que envelheceu muito bem, penso eu. Ele tem todo um ar “anos 90”, nem consigo explicar muito bem, mas essa sensação ficou permeando uma recente leitura que fiz e não foi de forma positiva. Tem uns bons momentos de ação, mas o humor não me empolgou muito. Na verdade, na época fez isso também não.

Mas talvez seja interessante para quem não conhece dar uma olhada, é rápido até (o anime e o mangá aqui. Lá fora ele vai muito mais longe), e ver de que as pessoas sobreviviam numa época em que anime no Brasil queria essencialmente dizer CdZ e torrente queria dizer só um curso de água.

  • O_Comentarista

    Não conhecia.

    E esse parece ser o mangá mais fraco dessa semana temática.

  • Frogwalken

    CARACOLES, nem uma versão obscura pra PC ou NES tem disso aí!

    Lembro que a ex-defunta Animax tinha uma matéria sobre o anime e o mangá.

    • Anubis_Necromancer

      Possivelmente deve ter sido lançado para PC-Engine.
      Já que ele teve muitos jogos baseados em animes e mangás naquela época que nunca sairam para o ocidente.
      Foda que isso encarece muito esses jogos. Pude comprar o cd de Macross 2036 porq quase 70 dólares!
      UM roubo!

      Alias, se bem lembro foi na extinta Japan Fury que tinha a materia do ova.

  • T.K cabeça de vento

    Uns meses atrás, enquanto eu tava assistindo “caçadores de Elfas” dublado no youtube (um post dele seria legal) eu achei os OVAs dublados desse anime (que até então eu não conhecia), se quiserem ver, o link tá aqui (o som tá meio merdoso).

    https://m.youtube.com/playlist?list=PL1ElDePlJmDpN3qK1n5W6mCWsDkoWx9Zm

  • Anubis_Necromancer

    Lembro que conheci esse mangá, na verdade o ova, numa antiga revista chamada Japan Fury, materia de uma ágina apenas. Depois disso, fiquei junto com alguns amigos, que na época acabavamos de conhecer os animes e mangás, tudo referente a anime que já foi lançado por aqui.
    E com isso acabamos encontrando muita coisa legal que jamais sacavamos que era anime, como Vampire Hunter D ou mesmo A Lenda de Leda (esse pra mim é um rip off de Valis descarado XD) e a series Sonhos Molhados (que nem preciso dizer que era hentai do bom XD).
    Enfim, achamos o longa e alugamos para assistir. Foi bacaninha, mas não havia dado a emoção da qual a revista tanto narrava que seria.
    Ainda assim, fizemos uma copia a muito custo (ter um vhs na época era caro imagine dois… eu chegava a usar o do trabalha que pegava nos fds quando a locadora fechava para fazer isso); e a mantivemos por muito tempo, até se perder por ai.

    Quando o mangá veio para o Brasil, pela Escala eu achei legal, afinal durante o Boom dos Mangás, era uma obra inesperada. Uma pena que ficou incompleta sendo mudada por uma “atualização” chamada Jovens Guerreiros Banzai que tinha a história “Bala de Prata”, que era muito escrota…

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    lembro que peguei esse desenho passando na Manchete na época de cavaleiros.
    Achava engraçado o mago coiote que só falava com plaquinhas.

    • Anubis_Necromancer

      NA tv aberta, eu lembro de ter visto na record.