Semana da Morte e Afins – Quem é Martin Perto de Cornwell?

melhores-livros-bernard-cornwell

Um post curto, pouco inspirado e com poucas imagens.

Game of Thrones é uma bênção e uma praga. Uma bênção pois criou um novo patamar de fidelidade e de orçamento para uma série de TV, tornando o espectador mais exigente em relação ao que assiste. E uma praga pois só se falou e ainda só se fala nessa budega durante o período de exibição, e se você não acompanha por sei lá qual motivo acaba sendo tratado como um pária.

Esse é o meu caso.

Não estou aqui pra criticar a série, muito menos os livros e o seu autor, R.R.R.R.R.R. Martin, tem gente que eu conheço que leu e gostou, tem gente próxima que leu e achou chato. Eu não li mas talvez um dia isso mude, mas eu gostaria de deixar um pequeno aviso para aqueles que acham que o gordinho simpático é uma assassino sádico dos seus personagens:

Vocês não sabem nada!

635683260434535734

Bernard Corwell, senhoras e senhores, esse  é o nome do ceifeiro. Benard Cornwell concentra o seu talento na confecção de romances históricos, dos quais eu acho que já falei aqui sobre A Trilogia de Arthur e Azincourt. Esses não são os únicos livros dele que eu li,  colo aí na lista os dez (até o momento) Crônicas Saxônicas, que eu adquiri por indicação do Coruja e digo com orgulho que passei a maldição para o Sir Vinnie. Como eu havia dito, Cornwell escreve romances históricos, ou seja, histórias fictícias (romances) com um fundo histórico e foco em costumes da época (históricos).

E é aí que mora e desgraça.

Esqueçam os massacres em casamentos, os envenenamentos de reis mesquinhos, as mortes por criaturas místicas, ou nobres sacrifícios, os espetáculos épicos, as mortes incríveis nas mãos de criaturas mágicas. O foco aqui é a realidade, e a realidade significa uma espadada no bucho e uma vala comum. Simples assim. Sabe o que significou a morte daquele personagem que você tanto gostava? Nada. Aquela criancinha linda que morreu de forma cruel foi por  um bom motivo? Não. Mesmo o personagem não sendo rico ou da  nobreza, o seu nome será lembrado? Nem sonhando.

Espadada no bucho e vala comum. Apodrecendo junto com os seus sonhos e inocência.

42416-99e9fa327b6aa80ddb52cfede34d14dc

Talvez um dia eu tome coragem de fazer um post sobre Crônicas Saxônicas, mas eu gostaria de fazer algo que conseguisse passar o impacto que esses livros tiveram em mim, mas não acho que tenho habilidade para tal, mas uma coisa ficou marcada na minha cabeça pra sempre, a morte de um indivíduo era insignificante antigamente, continua insignificante hoje e vai ser assim até o final dos tempos. Obrigado Bernard Cornwell por ótimas histórias e terríveis bad vibes.

 

  • Sir Vinei Wiseau o Telementau

    Báh, vai toma no cú Godoka. Não consigo fazer outra coisa da vida senão ler esses livros maravilhosos. Até minhas massagens estou deixando de fazer só pra ver se o Uhtred consegue se desvencilhar do maligno Alfredo e retomar Bebbanburg.

    Báh como eu odeio o Alfredo.

    Agora eu é que te amaldiçoo guri, que teu cabelo se torne vasto e ruivo igual ao meu, e que tu gaste incontáveis tubos de leite de rosas para mantelo hidratado e sedoso.

    • Cu não tem acento.
      Um abraço
      :)

  • PCB

    Só relembrar que Crônicas Saxônicas é pra cast (…e quero ser convidado).

    Mortes mais marcantes pra mim nos livros do Cornwell: minha musa/deusa Gisela (Uhtred matou aquele padre foi é pouco); Iseult (na época não sabíamos que o Uhtred teria uma perva/GP a cada livro); Dian (filhinha do Derfel); o rei gente fina lá que foi lutar porque xingaram o reino dele; Tristão e Isolda.

    • Ainda não superei Dian, nem Gisela.

    • [Better Call Harvey]

      Ah, sério que ele é um zé buceta que a cada livro quer comer alguem? Acho que vou ter que replicar meu comentário sobre os livros do Cornwell:

      blablabla ingleses são fodas blablabla o protagonista é um zé buceta blablabla há inúmeras gostosas nos livros, mas o zé buceta QUER COMER A ÚNICA QUE NÃO PODE E QUE VAI DAR TRETA blablabla a Igreja é uma FDP enganadora e só quer saber de Cú$ blablabla existe um FDP que persegue o protagonista por toda a história blablabla esse FDP paga de fodão, todo mundo gosta dele, mas ele é um bosta covarde blablabla o protagonista tem inúmeros motivos pra passar a espada em TODOS TODOS TODOS, mas cede a mais imbecil das chantagens (e cai em todas elas) blablabla quando você acha que a trama vai correr a mil, ela para, da uma volta fudida e volta pro inicio PQP.

      Lembrando que li as cronicas de Artur e do Arqueiro

      • blablabla piratas blablabla desenho escroto blablabla não vai acabar pois o autor vai morrer antes blablabla tão ruim quanto Naruto blablabla protagonista come cocô blablabla

        • [Better Call Harvey]

          AUSHuAHUShuAHSUAHsuhUAHSuhAUHsuHAUShUHsu

          Pode falar de boa, não ligo :D Quando começei a acompanhar One Piece em 2006 NINGUEM CURTIA, era só Naruto, Bleach, essas porra. Povo vivia falando mal, depois virou esse hype todo das internet.

          O que importa é me divertir. Assim como você se diverte com as bostas que o Cornwell escreve.

        • [Better Call Harvey]

          Momento FROGWALKEN falando em protagonista que come cocô, fica aqui com essa abertura massa que certamente vai alegrar seu coração: https://www.youtube.com/watch?v=CsL87lp3zBk

          Sim as esfihas são de coco

      • PCB

        Já que é pra replicar, replico minha réplica:

        _I_

        Agora pega na minha réplica e balança

  • O_Comentarista

    A última imagem é o Vinnie passando no campo.

    Nunca li nada do Cornwell.

    • PCB

      Crônicas de Artur é um bom início

      • [Better Call Harvey]

        E um bom final, é o único “assistível”.

    • [Better Call Harvey]

      Se for mesmo fica a pergunta: Ele não deu moral pra batalha e só chegou quando acabou, ou ninguem deu moral pra ele e por isso sobreviveu?

      E o godoka, pra fazer o Cornwell ser interessante, TEVE QUE USAR UMA CARTA DE MAGIC NA IMAGEM.

      NÃO CAIAM NESSA MENTIRA!!!!

  • Zé Wanderer

    cornwell é deus