Rolê Nonsense dos Amiches: Um fim de semana em PoA – Por dr Manhattan!

palito
Que pampa é essa, que eu recebo agora? SKAAAATEEEE!!! Início de pÓstE mó nada a ver AEUAUEAHUHEUHEUHEUHEUHEUAHEUHE

=======================================================================

Baaahhh amiiiiches!! De modo a rever a galera daquele país que fica logo ali abaixo de Santa Catarina e, de quebra, prestigiar o aniversário de minha prima, fiz uso de minha dupla-cidadania (brasileiro por parte de mãe e viad- digo… gaúcho por parte de pai) para pegar um aerolito e chegar àquelas bandas no dia 13.

Pois então… chegando a Porto Alegre, fui ao bar da cidade baixa chamado Bar Bilhar Psiquiatra, um lugar cujo nome nos permite deduzir que:

  • Trata-se de um BAR
  • Possui mesas de BILHAR
  • WTF? Psiquiatra? Tu vai lá para beber ou fazer terapia? Tem cadeiras ou tu se senta num divã? Bem, minha prima é psicóloga, daí restava saber se ela estava nos convidando para a festa ou para uma espécie de experimento psico ou algo do tipo… bem, sei que o estudo de caso do Vinnie renderia umas 3 teses de doutorado fácil.

Whatarevando as whateaverzices do nome do bar, o lugar é bem maneiro. Possui boas mesas, tacos razoáveis e cerva gelada. Tem uma churrasqueira e um espaço que você pode alugar e fazer suas paradas do seu jeito. Antes da feishta começar, encontrei o amiche Wandrowsky e demos início à bebedeira jogando um sinucóide enquanto aguardávamos o início da festa em si e a chegada da Kitty Spyder, que estava trabalhando na obra até aquela hora  batendo massa e mexendo com os homens que passavam pela rua. Daí em diante foi só papo amiche envolvendo ocos, suco de laranja, gibizinhuzz, Gwen puta… aliás… um  bjo Marcel pro Moe…

puta

Na ocasião, esperávamos a ilustre presença dos amiches Gilbs Coruja, Sir “the red jew”Vinnie, Mói e Oliver Queen… contudo, esse bando de fiadaputa bichas viadus dois bichas deram para trás e preferiram ficar na Mansão Wayne trepando com os próprios pais e tocando uma punhetinha pro Bátema. Infelizmente não pude encontrar os demais amiches, contudo, viajando pelo nonsenseverso, deparei-me com uma trava-realidade (o crossdresserverso) em que Vinnie e Coruja foram à festa, ispia a fotinho:

festa

Após muita diversão, festa, carne e cerva, despedi-me dos amiches Wandrowsky e Kitty com efusivos gritos de AAAAaaaaahhhh Caraaaaaalho… ah, não… isso foi no domingo quando fui embora… esquece essa parte, ao menos por ora… mas recorde-se dela lá no final pois ela na verdade é o final, saca?

No day after da festa, com uma baita ressaca, fui com minha prima, tio e tia ao parque chamado… sei lá o nome do parque… só sei que se trata de um lugar que concentra 90% dos pontos turísticos de PoA segundo o “por favor pontos turísticos porto alegre agora google”.

IMG_20150318_212351

Além do parque, visitei o Gasômetro, que é uma espécie de medidor de gás gigante que hoje virou um espaço cultural e de combate a forças alenígenas. Conheci também o rio Gariba, digo…  Guaíba… ispia:

por

Passado o programa de turista, chega a noite e com ela a ida até outro bar em PoA de nome 125 ou 152 ou 215 ou 251 ou 512 ou 521… algo advindo da combinação destes três números… o lugar tem uma vibe muito bacana… e também estava rolando um blues nervoso com a banda do Oly Jr. Putz… os caras mandaram MUITO bem… passaram por diversas vertentes do ritmo,  desde o  blues mais raizêro até o mais rrrrrocker mesclando em seu repertório músicas famosas (Doors, Dylan, Raulzito…) e também autorais. Dá um ligs no instrumento do cara… para saber mais, clique AQUI.

Banda

Depois da noite sabadeônica fodástica, chega a manhã preguiçosa de domingo (15). No cronograma da manhã, um rolê pelo centro de PoA com minha prima fazendo as vezes de guia. Passamos por um prédio que tem umas mina com as tetas de fora, este aqui:

Museu

E depois rumamos para a Casa de Massagens Mário Quintana. MQ era um grande massagista e também escritor rocker. Enquanto oferecia suas mãos a serviço do relaxamento de seus clientes, escrevia contos sobre massagens entre outras coisas. Em cada andar da Casa de Banho Mário Quintana você se depara com memoráveis passagens literárias do autor, como esta aqui “Capacidade máxima 06 pessoas”.

elevator

Uma curiosidade a respeito do escritor massagista é que o mesmo vivia em um quarto com paredes de vidro. Reza a lenda que ele levava as minas pro fight e que a galera ficava de fora curtindo a delícia!!  Olha só, que pira:

quarto

MQ era muito querido no meio artístico. Prova disto é que Elis Regina, sempre que podia, ia ao encontro das mãos mágicas do escritor para aliviar aquela tensão no pescoço. De tanto frequentar o local, Elis tinha um quarto por lá também onde podemos ver alguns de seus pertences, como fotos, CDs, revistas, Blue Rays  …

Na Casa de Massagens MQ há também um jardinzinho onde podemos admirar a vista e as plantinhas bem como presenciar pombos em meio a ménages e voyeurismo. Minha prima argumentou que podiam ser dois machos disputando uma fêmea… bem, democraticamente todos tem direito a uma opinião, mas eu sei identificar um ménage quando vejo um… e também um pombo voyeur.

pombo

Um fato triste a respeito de MQ é que o mesmo morreu ao ser atingido por uma gosma de cobre fundido advinda do Gasômetro enquanto estava dando um rolê com seu brother Carlo Drumondowsky. A gosma de cobre fundido cobriu-os inteiramente transformando-os em stáutuas para todo o sempre. Sad.  L

Bronze

Após a Casa de Banho MQ, fomos eu e minha prima bater um rango para então reencontrarmos again e novamente os amiches Wandrowsky e Kitty Spyder para um rolê cultural no MARGS (Meridiano Artesanal Reopético de Guarirema do Sul) onde pudemos tecer grandes reflexões a respeito da vida e da existência como um todo por intermédio da contemplação artística, em especial ao defrontarmos com a realidade paradoxal, visceral antropomórfica e tixotrópica de obras como “Cara tocando uma pra mina” e “Han Solo na Delícia Carbonite”, quer ver, ispia:

tocando Hansolo

Outro fato curioso do domingo foi encontrar pelas ruas de PoA as viúvas do regime militar. Lembremo-nos que dia 15 foi o dia das manifestações coxinhísticas por todo o Brasil. Apesar de não fazer parte do Brasil, o RS também foi palco de manifestações por parte de brasileiros que lá viviam e que queriam demonstrar sua insatisfação com a corrupção no regime da Dilmosa saindo pelas ruas com suas camisetas do Barzil Feijoada Nada Acontece e seu reluzente distintivo da CBF, empresa mais que idônea no segmento futebolístico. Como bons partidários da zoeira, ficamos só observando as tretas…

Como podemos ver pela foto, é desejo da juventude a intervenção militar. Podemos contar aí cerca de 230mil manifestantes caras com fetiches por homens de farda (contagem ainda não oficial)

Como podemos ver pela foto, é desejo da juventude a intervenção militar. Podemos contar aí cerca de 230mil manifestantes caras com fetiches por homens de farda (contagem ainda não oficial)

Soubemos que rolou até um “coxinhaço” naquele mesmo parque que citamos outrora… a galera anti-coxinha estava fritando coxinhas para zoar os manifesteiros ueheuhauehuaehuheuhauehuehhe

#MITO!!

E é isso amiguinhos… o final do pÓstE foi escrito lá pelo meio… fiquem agora com as tags

Ps. Evandro estava com falta de palitos em casa e afanou um paliteiro do bar, que ilustra o póst!

  • O_Comentarista

    Lendo esse post, fiquei pensando se um dia acontecesse um encontro nacional dos Amiches, envolvendo tanto o pessoal do blog quanto seus leitores.

    Ia ser ou o dia mais doido de todos ou a maior suruba já registrada…

    • Dr. Manhattan

      Se chamam o Anúbis vira tentacle rape coletivo.
      Don’t call Anúbis.
      Don’t.

    • Acho que no fim de semana do dia do trabalhei estarei por SP, vai ser uma delícia cara! =D

      • O_Comentarista

        Vai ser uma trepação só.

      • O Impronunciável Zweist

        Aproveita e trás um hamburguer do Pampa. Gracie.

    • Pequeno Cícero Badernista

      The Day of Delícia

  • Felipe P. Silveira

    visitar ponto turístico no Centro de POA é uma merda, a sobe ladeira, desce ladeira. Toma no cu, quem teve a ideia de fazer a cidade no meio de uns 80 morros? Só pra sair da onde moro e chegar no Centro passo por uns 15.

    • Porto Alegre não tem morro, aqui sim tem morro :/

  • Anubis_Necromancer

    Ir pra Poa e não comer uma puta, é o mesmo que ir a Disneylandia e não ver o Mickey…

    • Dr. Manhattan

      O argumento é forte, não posso discordar.

  • O Impronunciável Zweist

    AHUAHUAHAUHAUHAUHAUHAUHAU

  • Reverendo

    Manhattan Manhattando

  • HUAEHUEAHUEAHUEAHUEHAUEHAUHEAUAEHUEAHUEA RIALTO

    • Dr. Manhattan

      :)

  • Caralho Manhattan, tu é burro demais.
    Na real, Mario Quintana era fã de Han Solo e tentou replicar o congelamento por carbonite mas não foi lá bem sucedido porque quem estava ajudando ele no processo era Carlo Drumondowsky, fã incondicional de Star Trek e que sabotou o processo. Isso causou um paradoxo no continum nerd temporal, expRudindo em BH a carbonite e deixando os dois assim.

    E a outra obra se chama Han Solo na Delícia Carbonite nua pelada porno google por favor agora.

    Passa as informações direito.

    • Dr. Manhattan

      Faz sentido… Eu merdo nenhuma de porto alegre mesmo as uguearahihueuhuea

  • Oliver Queen

    Só faltou detalhar que MESMO com o nome do Bar correto, eu tive que usar uma ferramenta pós-cibernética do Flecha-Computador, localizado da Flecha-Caverana, chamado Flech.. não, não, perdão, A-MA-ZO-NAS : Google e mandar o endereço certo do Bar enquanto o Manhattan (chapado, famoso Paquito) devia estar viajando no espaço-cosmo-continuum-temporal (= drogas!).

    E descobrir um interessante comentário sobre o bar que, ineflizmente não pude ir pq tava tocando uma punhetinha pro Bát…. Não, pera !

    “Gostei do ambiente, tocava música boa nas televisões, mas buscava
    cerveja no bar ao lado, pois é mais barato. ”

    Baixa renda-a-a-a-a-a-a-a-a !!!!

  • Pingback: xmt85c4wx5ctwxw3tcerthve56()

  • Pingback: x78bn5t37bc45rtb3x45ctbwxds()