Review Lovecraftiano: O Cão de Caça e Outras Histórias.

capa-aberta-1024x734 - Cópia

“Não está morto o que pode eternamente jazer. E após eras estranhas,até a morte pode morrer.”

Pois é, negadinha, após uma frustrante Black Friday da Amazon melar meus planos de adquirir um material que eu realmente queria, acabei optando por pegar um material de interesse MUITO secundário por motivos de não perder a viagem ( e por motivos de estarem pela metade do preço). Um destes materiais foi um mangá que sempre tive curiosidade de ler mas nunca o fiz por se tratar de uma adaptação de 3 histórias de H.P. Lovecraft em apenas 170 páginas, e isso não me parecia bom sinal. Achei que 70 páginas para cada história não seriam o suficiente, dado o tamanho da mitologia que uma história do Lovecraft sempre traz. Em contraponto, quem já leu Lovecraft, sabe que o cara detalha demais muita coisa que não precisava e isso acaba tornando suas histórias beeeem arrastadas no inicio (li as páginas iniciais de “Nas Montanhas da Loucura” e desisti após perceber que tinha passado umas 4 páginas lendo sobre uma broca de perfuração de solo…), e essa limitação de páginas poderia ser a acelerada que suas histórias precisavam pra ganhar um bom ritmo. Dúvida cruel. Mas, como eu disse, estava pela metade do preço…que mal faria…?

E foi assim que adquiri H.P. Lovecraft: O Cão de Caça e Outras Histórias, mangá com adaptação e desenhos de Gou Tanabe. Mas será que ele conseguiu fazer um bom trabalho? A resposta é um efusivo SIM! Mesmo não sendo um leitor de H.P. Lovecraft (um PECADO pra um fã de horror, como eu), conheço as influências do cara na literatura, no cinema, nos quadrinhos, na animação e nos vídeo-games, e uma coisa é inegável quanto ao propósito de suas obras: eles tem a função primordial de assustar e perturbar! E o mangá de Gou Tanabe atinge esse objetivo!

capa-aberta-1024x734

O mangá, como anteriormente dito, se divide em 3 histórias. A primeira é “O Templo”, que conta a história de um submarino alemão durante a Segunda Guerra Mundial que acaba ficando a deriva após afundar um navio Britânico. No entanto, antes das desventuras começarem a acontecer ao submarino e a sua tripulação, um dos corpos dos soldados britânicos havia ficado preso do tombadilho do Submarino. Ao retirarem o corpo, que estava firmemente agarrado ao submarino, um tenente chamado Klenze percebe que há uma pequena escultura no bolso do falecido soldado e a pega para si. A escultura era a cabeça de uma estátua que lembrava um imperador romano, com direito a folhas de louro ao redor. E é a partir deste pequeno ato que as coisas começam a piorar para toda a tripulação, e estranhos fenômenos passarão a acontecer, colocando a sanidade de todos a prova.

9594178d6ada634f843079101704fb5c--horror-comics-the-temple

A segunda história dá título ao mangá. Em “O Cão de Caça”, uma dupla de jovens ingleses tem como hobby, profanar túmulos afim de roubar preciosidades. Fascinados pelo oculto, tendo, inclusive, uma cópia em inglês do Necronomicon, ambos ficam sabendo de um misterioso túmulo em um cemitério abandonado na Holanda onde jazia um homem que fora morto há 500 anos por uma misteriosa fera. No entanto, também se dizia que ele havia sido enterrado com um misterioso artefato que lhe concedeu poderes mágicos em vida. Ambos não titubeiam em ir até lá e conferir a veracidade da lenda. Ao abrirem o túmulo não só descobrem que o corpo do sujeito estava mumificado, o que permitia ver claramente as marcas das enormes garras da tal fera, como descobrem que, de fato, havia um objeto misterioso enterrado com ele, uma especie de grifo de jade. Fascinados, eles levam a tal escultura até Londres, para adornar sua profana coleção. O que ambos não sabem é que tal objeto não era um simples adorno…

11206888_922802551094137_7033946473410109843_o

A terceira e ultima história traz um tom meio “Indiana Jonesco” a trilogia. Nela, acompanhamos um aventureiro (MUITO parecido com o Dr. Henry Walton Jones Jr., aliás) que procura uma misteriosa cidade oculta que é estranhamente evitada pelas tribos da Arábia. Mais do que isso, foi com esta cidade que Abdul Alhazred, suposto escritor do Necronomicon, sonhou antes de proferir o seu famoso dítico, o verso em duas frases que abriu este post. O aventureiro acaba por encontrar uma passagem ao pé de uma montanha que o leva a uma construção que se assemelha a um velho templo. No entanto, seu teto é inexplicavelmente baixo, fazendo com que ele rasteje por todo o trajeto. O que ele encontra lá dentro é algo que mudará para sempre sua vida…29293p5

Sem rodeios…Gou Tanabe é genial! O sujeito não apenas sabe narrar visualmente as tramas de Lovecraft de modo a te prender a cada página, como tem um traço que casa perfeitamente com a atmosfera sombria de cada conto. Seu traço guarda características do mangá mas está muito mais inclinado ao estio ocidental de desenho, tal qual na maioria dos gekigas (mangás de temática adulta), o que resulta em uma arte escura e “poluída” que remete ao bons tempos da Vertigo. Aliás, vale citar que seu traço muda sutilmente a cada história, o que traz uma identidade única a cada capítulo. Sem falar que o sujeito sabe fazer cenários que te fazem ficar tão perplexos quanto os personagens na primeira vez que os vemos.

cidade-1024x733

Dos três contos, devo dizer que “O Templo” se tornou meu favorito instantaneamente, não apenas pelo seu clima claustrofóbico como por se passar nas profundezas do oceano, local que me fascina e assusta na mesma medida. E Gou Tanabe parece captar esses dois sentimentos com perfeição em sua representação visual das profundezas abissais. Fiquei admirando as 20 páginas finais deste conto por um tempo muito maior que as demais.

E se tem outra coisa que Gou Tanabe conseguiu fazer com este mangá foi despertar meu interesse em tentar ler Lovecraft de novo e com paciência.  Vou atrás do material do escritor o mais rápido possível, pois estou genuinamente re-fascinado por toda sua mitologia. E se você sempre ouviu falar muito bem do autor mas nunca teve vontade de ler seus livros por ter ouvido falar que eram lentos ou, simplesmente, por que não tem saco pra livros (sim, isso é mais comum do que se pensa), este mangá é uma ótima pedida! Aliás, bem que a JBC poderia lançar os outros 3 volumes do autor que adaptam outras obras de H.P. Lovecraft, como Nas Montanhas da Loucura, por exemplo. Mas, se já passou tanto tempo e nada, começo a ficar desesperançoso quanto a concretização desta possibilidade.

A quadrilogia Lovcraftiana de Gou Tanabe ao lado de seu art book.

A quadrilogia Lovcraftiana de Gou Tanabe ao lado de seu art book.

Quanto a edição da JBC, não há do que se reclamar. Capa com verniz localizado e com orelhas com informações tanto do mangá quanto do autor original dos contos, o senhor Lovecraft, e miolo em offset. Podemos dizer que esse formato seria “de luxo” se comparados as outras edições mais tradicionais da JBC (excetuando Akira, Ghost in the Shell e os capa duras de CDZ, claro) e, talvez por isso, a edição tenha sido lançada ao valor de R$21,90, um tanto caro pra uma edição de apenas 170 páginas, principalmente pra quem já está acostumado a ler as 290/ 300 páginas dos mangás da Panini com o mesmo acabamento pelo valor de R$17,90 (Berserk, por exemplo) ou  R$18,90 (Lobo Solitário, por exemplo). Isso certamente deve ter afastado muita gente na época de seu lançamento e talvez seja esse o fator responsável pela não chegada das demais adaptações de Gou Tanabe às bancas brazucas.

Por fim, fica a dica. Mangá que me surpreendeu positivamente e que me fez querer rele-lo, coisa que quase nenhum fez ultimamente.

Nota: 9,5

  • Frogwalken

    ” Se tem os MITOS DE CTHULHU envolvidos, é bom! Exceto Neonomicon, fuja dessa bosta! ” – Sábio, Homem

    Não conhecia esse, interessante! =D

    • [Better Call Harvey]

      Tenho medo dessas porra, por isso passo longe, mas reconheço que o amorcraft é foda nessas paradas

  • Frogwalken

    O que o Hellbolha disse é verdade:

    Os contos do HP Impressora Lovecraftiana são ótchimus mas tem uns que você precisa meio que fazer um ESFORÇO VIOLENTO pra continuar a leitura, foi o que tive de fazer com ” A cor que caiu do espaço ” e ” Um Sussurro nas Trevas ” .

    E TEM LIVE ACTION DE SONHOS NA CASA DA BRUXA QUE TEM MULHER PELADAAAAAAAAAA!!! =D

    Tinha Dublado no Youtoba mas o Starz Media LLC resolveu ser Filha da Puta e bloqueou a bagaça! )=

  • O_Comentarista

    Tinha lido isso faz tempo.

    A história do templo é a melhor. A última tb é boa, mas parece que acabaram com ela de forma abrupta.

    • Frogwalken

      29 DE DEZEMBRO SAI A 4º TEMPORADA DE BLACK MIRROR NA NETFLIX!

      YEAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH!!!

      .
      .
      .
      .
      .
      .
      E AINDA NUNCA NEM VI!

  • O Pistola Polvo Aranha

    Eu sei que não tem muito haver com o livro, mas assisti o 1º Reanimator e fiquei fascinado.

    Também acho o Lovecraft uma leitura meio chata, então vou aproveitar pra correr atrás desse mangá.

  • Fábio H.F.Castro

    Li o Nas Montanhas da Loucura semana passada, realmente tem muito detalhe quanto ao cenário e essas coisas mas vale muito vencer esse ritmo lento, o final e as descobertas no conto são muito boas, o cara realmente criou um mundo diferente. Fiquei pensando numa versão animada ou desenhada do conto mesmo e como isso poderia dar um pouco de dinamismo, mas também tem aquele ponto de que certas coisas são mais assustadoras na mente do leitor.

    • hellbolha2

      Velho, eu ainda torço pra que a versão do Guillermo Del Toro de Nas Montanhas da Loucura chegue aos cinemas um dia. Eu creio que ele seria o sujeito certo pra transpor visualmente todas as “maluquices” do Lovecraft pra telona.

    • Egon-pastor pastafariano

      O engraçado é que dizem que tirando uma historias mais de ficção cientifica, dizem que o Lovecraft era matutão e acreditava mesmo nessas paradas de monstros cosmicos gigantes que dormem no oceano ou no subsolo

      • Frogwalken

        MAS essa é a graça dos Mitos:
        Impressora HP tinha contato com outros escritores , entre eles o criador do Conan ( Robert E Howard ) e você acaba não sabendo com certeza se os Mitos são reais ou não. =P

        • Egon-pastor pastafariano

          reais não eram lovecraft era um matuto que ficava bolado com os animais abissais que estavam sendo descobertos na epoca, o que não se sabe era se ele acreditavam nas porras que ele escrevia ou não

  • [Better Call Harvey]

    “nas profundezas do oceano, local que me fascina e assusta na mesma medida”

    Calma Amaro, sei que você não é muito acostumado com água, mas é só pensar que o oceano profundo é igual aquele galão d’água de 5 litros que é trazido de Olinda por um jegue todo mês :D

    • hellbolha2

      Um dia ainda vou conhecer o mar. Mais que isso…vou nadar nele INTEIRINHO e tocar nas 4 paredes!

      • [Better Call Harvey]

        UHASuAHUShUAHSuhAUSHuhAUshuAHUShUshu

        “Dizem que em terras distantes a Oeste, corre um rio (rio = varios galões d’água) tão grande que você não vê a outra margem e que nas cidades proximas à ele chove praticamente o ano todo (chuva = vários galões pingando do céu).”

  • Anubis_Necromancer

    Os Mythos influenciaram muito minha vida atual.
    Afinal, é abraçando a loucura que descobrimos quem são os sãos.

    • Frogwalken

      Me lembra também que assisti hoje um slasher antigão onde
      enquanto uma guria mostrava só os seios, numa cena um cara
      encarnava o Bicho Piruleta, mostrando até o saco balangando!

      O filme é Slaughter High ( 1986 )

      • Anubis_Necromancer

        Eu lembro desse^^
        Eu também de recomendaria o Sleepway Camp.

        • Frogwalken

          Ah lembro desse também.

          O que mais gostei do Slaughter é que aparentemente o cara estava sonhando
          e vai mesmo matar todo mundo depois de fugir do Hospital.

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    Parece que não dá pra separar a palavra “aventureiro” de Indiana Jones.

    E não, não vou ler essas coisas.

    • Frogwalken

      Então assista CONDORITO! =D

      • o Inconcebível Bob Balburdia

        Legal! E tem nudez! HUEHUEHUAHUEHUE

        • Frogwalken

          Não se anime muito, não são todos os episódios que tem. Mas as piadas são legais.

          MAS no quadrinho/ tiras tem! =D

        • Frogwalken

          Trailer do filme

  • [Better Call Harvey]

    @hellbolha2:disqus mas e ai, o que conseguiu de bom nessa Black Fraude?

    Eu comprei o Silmarilion por uns 20 conto (com frete); 2 livros do L.F. Veríssimo há 8 reais cada; e um dvd triplo de faroeste por 20.

    • Frogwalken

      Me lembra que até hoje aguardo uma história similar a ” O Homem Nu ” , do Fernando Sabino,
      só que envolvendo uma gostosa ou milf.

      • [Better Call Harvey]

        acho válido

        • Frogwalken

          Me pergunto se os Amiches fariam Review de Desenhos Antigos da Disney,
          se eles continuam bons após tanto tempo.

    • hellbolha2

      Alguns mangás one-shot e dois encadernados da Marvel que tava, por R$5,90 (Fabulosos Vingadores 3 e Guardiões da Galáxia). Eu queria ter comprado o novo livro do casal Warren da Darkside (Lugar Sombrio, se não me engano) , mas terminei o outro com uma dificuldade por se tornar arrastaaaaaado, que fiquei com preguiça e deixei pra próxima. Isso sem falar que parei de ler Invocadores do Mal (também sobre o casal) da editora pensamento justamente pela preguiça que o livro da Darkside deixou.

      • [Better Call Harvey]

        Mangá não peguei nenhum, to esperando rolar promoção da Amazon com 90% de desconto, como aconteceu no começo desse ano.

        Ia pegar uns Tex platinum que tavam pela metade do preço, mas tmb deixei pra la, logo mais rola outra promoção.

        Agora o que me pegou desprevenido foi o box da Torre Negra, com os 8 livros por 180 conto, pqp, quase comprei, mas ia comprometer forte o orçamento.

        • PCB

          Também peguei nada de HQ, e nem vou pegar ainda, pois o foco agora é trocar as estantes antes de colocar mais coisa em cima, ou vai tudo cair kkkkk (os livros da black friday mesmo vão ter que ficar esperando em cima da cama kkk).

          • [Better Call Harvey]

            Sim!! tem que fazer a pilha de leitura andar e quando tiver na metade pensar em outros

    • PCB

      17 livros

      (solto meu mic de ouro)

      • [Better Call Harvey]

        carai!!! quais?? e quanto pagou?

        • PCB

          Cara, tem de tudo. Deu uns R$ 350, acumulados há alguns meses kkk:

          A ascensão da sombra (Roda do Tempo 4)
          A bússola de ouro
          A conquista da felicidade
          A guerra dos mundos
          Encontro com rama
          Ensaio sobre a cegueira
          Fahreint 451
          Grande serão veredas
          Iracema
          Laranja mecânica
          Lugar nenhum
          Macbeth
          Mrs Dalloway
          Noite na taverna
          O coração das trevas
          O portador do fogo (Crônicas Saxônicas 10)
          Os pilares da terra

          • [Better Call Harvey]

            Carai que foda!

            Eu to querendo comprar ainda: 100 anos de solidão do Gabriel Garcia Marques; Contos Reunidos do Dostoievski (dei uma folheada na livraria e me fez rir :D ) e o Navio Arcano (navios espirituais que ganham vida depois que o capitão morre no convés – PORRA PRECISO LER UMA PARADA DESSAS), mas só quando estiverem na faixa dos 20.

            A Roda do Tempo é boa mesmo? Sempre ouvi falar bem, mas são uns 12 livros e o Autor ainda morreu antes do fim…

            Cronicas saxonicas vocês sabem minha opinião