Post dos Amiches – BOKU NO HERO ACADEMIA por Better Call Harvey!

bokunohero capa

VOCÊ TEM UM MINUTO PARA OUVIR SOBRE SUPER-HERÓIS DE VERDADE?

Lançado desde meados de 2014 e apontado por muitos como o sucessor de NARUTO (o gari bostolaum que só manja de 3 jutsu porque ele NUMCUSSEGUEMOISÉS), o mangá conta a história de Izuku Midoriya, um garoto normal que nasceu num mundo onde aproximadamente 80% da população mundial possui algum tipo de superpoder.

Esses superpoderes são chamados “individualidades” e basicamente cada indivíduo nasce com um poder “aleatório”, ou seja, sem relação as suas habilidades, aptidões ou poderes dos seus familiares. Também existem casos em que os poderes são transmitidos de pai-para-filho através da herança genética.

Naturalmente, nesse tipo de sociedade o extraordinário se tornou algo comum e os Super-heróis passaram a se tornar uma profissão comum, com agências de recrutamento, áreas de atuação, escolas de capacitação e treinamento e um Ranking de Heróis.

bokunohero (1)

É ai que a história começa, o jovem Midoriya é fã do HERÓI Nº 1 do lendário ALL MIGHT o maior herói de todos os tempos. Seu sonho é entrar pra maior academia de heróis que existe, a U.A para que um dia ele possa se igualar ou superar seu ídolo.

bokunohero (2)

É nesse ponto que toda a história passa a ser desenvolvida, com o jovem Midoriya, que apesar de não ter nenhuma individualidade, consegue entrar para a U.A.

A parte da Academia é um dos pontos autos do mangá. Aqui os calouros são ensinados a trabalhar em equipe, realizar resgates, como desenvolver seus poderes para salvar as pessoas, como descobrir as fraquezas e superá-las

bokunohero (3)
E a melhor parte, como criar um “NOME DE HERÓI” e um “UNIFORME”!!!

Detalhe que aqui os uniformes são desenvolvidos de acordo com a individualidade de cada um, não há portanto o velho estilo X-MEN de “todo mundo de azul e amarelo”. Cada parte do uniforme é realizado para utilizar os poderes da melhor forma possível.

O mangá atualmente está no capítulo 127 e há também uma versão em anime com 13 episódios, contando os primeiros 20 capítulos (2ª temporada começa agora em Março/Abril \o/).Segura ai a abertura da 1ª Temporada:

A animação é muito boa!! Não há desenhos mal feitos ou cenas desnecessárias como acontece em Dragon Ball Super e One Piece (desde Thriller Bark), mesmo porque ela é produzida em temporadas para que favorece o aumento na qualidade.
O All Might dizendo “SHONEN” toda vez que fala com algum muleque ficou foda de mais.

Agora que resumi tudo mais ou menos vamos as minhas considerações:

Primeiro de tudo o All Migth rouba a cena em TODOS OS MOMENTOS!! Puta heróizaço foda, uma combinação perfeita de Capitão Marvel com Capitão América. Toda a construção do personagem é muito foda, principalmente a sua Individualidade (adquirida através de 100 flexões 100 abdominais 100 agachamentos e 10km de corrida TODOS OS DIAS)

Não, pera!

Não, pera!

E o bacana é que existe toda uma trama sinistra envolvendo a individualidade do All Might e as pessoas à sua volta.

Quanto aos personagens principais e secundários são todos muito bons e mesmo que alguns tenham mais destaque que outros, você consegue se apegar facilmente a eles (como a garota sapo S2). Pra mim, depois do All Might o melhor personagem é o MINETA!! PORQUE SIM !!

bokunohero (5)

 

O desenvolvimento do mundo de super-heróis é bastante orgânico e mostrado pouco a pouco, tanto pelo lado dos heróis quanto pelo lado dos vilões e as lacunas deixadas na trama te prendem para querer continuar acompanhando.

 

bokunohero (6)

O bacana é que tanto Boku no Hero Academia quanto One Punch Man vieram na mesma onda do “filão de super-heróis”, tornando o gênero popular nos mangás novamente.

Ambos tem muito em comum, mas enquanto OPM puxa pro lado mais cômico e zoeiro, BHA cai mais pro lado clássico do shonenzão de várzea (mas fazendo isso de uma forma foda e diferente do comum).

Tomara que essa onda continue e novos trabalhos desse gênero sejam desenvolvidos nos mangás.

bokunohero (7)

Nota! 10 Garibinhas

 

Mandem posts tops como este para nós!!! (contato@superamiches.com)

  • MANGAS >>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>> HQ AMERICANAS

    • [Better Call Harvey]

      Pra mim tmb sempre foi assim! Existem hqs boas, mas nada comparado a mangás.

      A empolgação é completamente diferente

      • Mr_MiracleMan_Jr

        Geração 7×1…

      • ZarielSasinaHashashin

        Bela empolgação, mas me conte quais as diferenças entre o mangá one punche man eboku no herói academia, qual deles vale mais a pena, afinal é de comparar, retrata super heróis e vilões

        • Eu já notei uma semelhança em como os japas tratam os heróis, geralmente organizando em categorias, sempre com alguma empresa maior tomando conta de tudo, Tiger e Bunny também é um bom exemplo os heróis com patrocínio e tal, mas o One Punch Man é totalmente mais zoado, ele leva tudo pra base da comédia mesmo, acho essa a grande diferença entre eles.

          • [Better Call Harvey]

            Querendo ou não é uma forma mais “séria” de enxergar o mundo dos super heróis.

            Eles separados por categorias e com os custos subsidiados por alguem.

            Assim eles teriam a única preocupação de salvar os inocentes.

          • Aperipê

            Empresa que financia heróis?
            The boys do Garth Ennis. Uma visão ocidental com a mesma premissa.

        • [Better Call Harvey]

          Então manow, eu resumi no posto OPM é zoeiro e BHA é um shonenzão com história e desenvolvimento.

          Um é apenas focado na comédia (e faz muito bem isso), enquanto que o outro desenvolve mais a história, os personagens e os poderes.

          Recomendo os 2, mas tenho uma tendência maior pra BHA

    • Aperipê

      Serio cara? qualquer o manga é melhor que qualquer hq americana?

  • PCB

    Tô curtindo o mangá; aguardando o 3º volume nacional.

    • [Better Call Harvey]

      Tá foda pra caralho!!

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    Interessante ver com os japoneses representam os super-heróis.

    • [Better Call Harvey]

      Acho que o mais legal dessa visão deles é sobre os poderes e as estratégias de luta, é tudo muito mais fluido e orgânico do que as HQs, onde os recursos pra derrotar o vilão são mais forçados.

      Tipo o Thanos com a manopla do Infinito caindo na porrada com os heróis :P

  • Frogwalken

    Só sei quero um Crossover de OPM e BNH! =D

    • [Better Call Harvey]

      Não tem como, o Saitama é apelão de mais…

      Ia ter que tirar ele da brincadeira e usar o Ciclista-sem-licença no lugar…

      • Frogwalken

        Então vamos pro Crossover Loko:

        ONE PIECE e BNH! HUAHAUAHUAHUAHAUHAUAHUAHUAHAUAHUAHAUHUA

        • [Better Call Harvey]

          ai não ia dar nem pro cheiro!!!

          All Migth ia virar piratolaum e a Marinha + Piratas iam varres os heróis e vilões

  • O Impronunciável Zweist

    Enquanto isso, no outro lado do Atlantico, um milionário babaca briga com um acrobata otagenário para estabelecer o mesmo tipo de organização. Não ocorre deles simplesmente sentarem numa mesa, com uns refrigerantes, já que nenhum bebe, uma porção de calabresa, uns tremoços, e acertarem essa porra toda.

    • [Better Call Harvey]

      Sim!! E fora que o “heroi” vestido de Morcego deixou que 02 ajudantes seus morressem (sendo que um deles era o próprio filho bastardo).

      E mesmo em Gothan ele não tem uma “autorização especial” pra se envolver nos trabalhos da polícia. no mínimo ele corrompe toda cena do crime e atravessa a autoridade legal.

      E o “estado” não pode permitir que alguém, só porque possui superpoderes (ou muito dinheiro), possa fazer o que bem entender, passando por cima das leis e regras que todo cidadão comum deve cumprir.

      Não é porque o Superman voa e é invulnerável, que ele pode sair batendo nos outros (mesmo bandidos) e destruindo propriedades, sem que inquéritos policiais e ações judiciais sejam interpostas contra os Réus.

      Acho que foi nessa visão que o filme dos Incriveis se baseou, banindo os heróis HUEHEUHEUEU

      Alias, fica aqui a questão: sabendo que o Superhomem é invulnerável a quase tudo, justifica ele retribuir uma agressão com outra? machucando os bandidos, afinal ai ele não estaria excedendo a sua legítima-defesa e portanto cometendo um crime?

      • O Impronunciável Zweist

        Há uma legislação que menciona o chamado “citizen´s arrest”, prisão do cidadão. Um cidadão comum, sem poderes legais, pode prender alguém. Não é complicado, mas valeria até um post.

        No caso específico do Super, na fase do Byrne ele foi declarado “deputy”, algo como “delegado” e teria poderes legais por isso. O fato dele ser invulnerável não altera o direito dele de intervir com um crime, mesmo não sendo contra ele. A questão é a força excessiva, o que no caso dele é quase toda, além de um peteleco.

        O Bátima é um outro problema justamente por causa da necessidade dele de interferir na cena do crime para procurar pistas. Isso já geraria um problema legal de outro tipo. O que une o caso do Batman com a primeira Guerra Civil é que ambos tratam, no caso da Guerra Civil, foi o estopim, mas ficou em segundo plano por causa da coisa das identidades, é a questão do treinamento.

        O plano do governo na guerra civil era fornecer treinamento e os Róbis que morreram tiveram isso. Mas é como eles estão constantemente expostos a situações perigosas, era dificil que não morresse nenhum.

        Na verdade, vou elaborar um pouco mais isso.

        • Egon-arseface pra preacher

          o “citizen´s arrest” segue o principio no Brasil o principio da auto-defesa que também pode ser usada para proteger terceiros, o vigilantismo seria por parte de agir como policial sem ser um(investigar, fazer batidas, invadir, etc), a real treta da guerra civil é que na marvel extremizou isso, quem usa-se poderes sem licença, mesmo sem fins heroicos ou iria receber treinamento militar ou seria preso.

          Um detalhe que só tinha nos spin-off especialmente do homem-aranha, que os herois presos ficariam presos até escolherem entre opções de se aposentar ou se alistar

        • [Better Call Harvey]

          Bacana Zweist!! Aqui no brasil, qualquer cidadão pode dar voz de prisão quando verificado conduta criminosa.

          Tá na constituição.

    • Todas as tretas de qualquer história poderia ser resolvida só na conversa. Nós podíamos criar uma história de heróis que resolvem tudo com conversa, poderíamos chamar de equipe de Conversadores ou algo assim.

      • [Better Call Harvey]

        AUshuAsuhAUHsuhAUHsuA

        OS CONVERSADORES MANJADORES DE BEVERLY HILLS

      • O_Comentarista

        O Bendis tenta fazer isso em suas histórias…é só papo!

  • Egon-arseface pra preacher

    hoje não tó gostando tanto, as consequencias dos arcos conseguem me empolgar mais do que os arcos em sí ainda mais porque o autor ja falou que trabalhar TODOS os alunos, TODOS OS 26 ALUNOS.

    Mas com certeza da mais vontade de ver do que marvel e DC atualmente

    • [Better Call Harvey]

      Cara mas ele criou uns personagens bem fodinhas!!

      Tem aquele moleque que controla qualquer pessoa que responder a ele (o cara podia ser mo vilãozao e mesmo assim quer ser heroi);

      Tem o Bakugou e o Todoroki que são fodolões

      o Mirio que deveria ser o sucessor do All Migth e tem o poder mais merda e mais apelão de todos :D

      E O MINETA MITAÇO

      Fora que há a enorme possibilidade dum time skip com todos os alunos adultos/formados, sendo heróis profissionais

      • Egon-arseface pra preacher

        Eu duvido que vai timeskip ate por conta do nome do mangá.

        Mas o lance é que são 26 personagens, querer explorar todos é encher a historia de gordura porque com certeza metade não vai ter relevancia nenhuma pra historia como um todo

  • Que indicação foda!
    Valeu Harvey… com certeza vou procurar pra assistir!

    PS: Isso aqui “Nota! 10 Garibinhas” não devia ser ruim pacaralho? EUHAUHHUAIAUHEIUAHEIUAHEHAEAUH

  • Pingback: xmt85c4wx5ctwxw3tcerthve56()