O Planeta dos Macacos

O livro, não o filme.

planeta

E o susto foi realmente grande quando descobri que o livro é de 1963, cinco anos antes do filme clássico com Chalrton Heston. Na trama, o jovem jornalista Ulysse Mérou aceita o convite de um cientista para fazer parte de uma missão espacial até outra galáxia a qual seria possível a existência de vida, um sistema iluminado pela gigante vermelha Betelgeuse. O que, na velocidade em que estão, para eles seria uma viajem de 2 anos, para o planeta Terra seria um período de aproximadamente 700 anos.

Sua chegada ao sistema se torna mais empolgante ainda com a  descoberta do planeta batizado por eles de Soror, que possui atmosfera, água e vegetação semelhantes à terra. Mas não apenas isso, a superfície de Soror é habitada por humanos, ou seres muito semelhantes, que andam nus e possuem hábitos primitivos. A grande surpresa de Soror não são seus humanos, mas a verdadeira raça dominante: os macacos.

Ulysse é capturado durante uma caçada e levado para um centro de experiência, onde humanos são estudados e observados, além de serem alvos de lobotomias, dissecções e outras experiências que parecem desumanas, mas acontecem com frequência em nossos laboratórios,tendo macacos como cobaias.

planeta_dos_macacos_001

E essa é a grande pegada do livro, a troca de papéis, quando um humano racional (diferente dos habitantes de Soror) está a par das experiências às quais é submetido e como o mesmo encara com naturalidade as mesmas experiências realizadas com outras cobaias em seu planeta. Claro que o livro é muito mais rico que isso, a crítica não é direcionada apenas à maneira com a qual tratamos cobaias, existe muita crítica social voltada para a elite intelectual que não consegue aceitar novas ideias, o papel da mulher na sociedade, o sistema educacional que induz os jovens a não pensar por si próprios e assim vai.

Mesmo sendo um  fã do clássico de 1968, devo admitir que o filme fica abaixo da história do livro. Muitos elementos permaneceram na obra de Hollywood, e claro que não dá pra se abordar tantos assuntos variados assim em um filme, principalmente na época em que foi lançado, quando ficções científicas eram filmes de divertimento raso e pouca ou nenhuma mensagem. A principal mudança é o final, muito mais desesperador no livro.

Em relação à edição lançada recentemente no Brasil pela Aleph, o trabalho está de encher os olhos. Além da história, o livro conta com um curto prefácio, uma entrevista com o autor Pierre Boule após o estrondoso sucesso que foi o filme e o anúncio de uma sequência, na qual Pierre trabalhou em um roteiro inicial que não chegou a ser usado por Hollywood, um belo artigo da BBC sobre ficção científica e o livro em si e um posfácio. O acabamento do livro também é maravilhoso, com bordas arredondadas, carpa cartonada e papel de excelente qualidade. Eu ainda não acredito que paguei só 9,90 nesse livro em uma promoção da Submarino.

Processed with VSCOcam with c1 preset

Em relação à Aleph, acho que ela merece um parágrafo à parte. Eu não conhecia a editora, acabei comprado este  livro e adição simples de Laranja Mecânica, e mesmo não sendo a edição bonitona de capa dura, ela está maravilhosa. Outro livro lançado por eles que eu pude conferir de perto mas acabei não comprando é O Parque dos Dinossauros, de Michael Crichton e está realmente lindo. os caras estão fazendo um trabalho maravilhoso com as obras de ficção que o povo em geral  não está familiarizado, e sinceramente espero que esse trabalho dê um bom retorno.

Em uma análise final, Planeta dos Macacos é  uma obra incrível, do tipo que te leva a pensar mesmo depois da última página, algo difícil hoje em dia. Além disso a edição brasileira é algo que enfeita qualquer prateleira.

Godoka
15/12/2015
  • O_Comentarista

    A Aleph patrocina o BdE, acreditam?

    Geralmente os livros são bem melhores do que suas contrapartes na telona, fora raras exceções.

    • E ainda não rolou um post de livro deles por lá.

      Enquanto isso, no SA vai ter pelo menos mais 2.

      • Anubis_Necromancer

        Acho que já rolou sim por lá.

      • O_Comentarista

        Rola direto. Geralmente é o Sorg q faz as resenhas de livros da editora.

        • Faz uns 3 meses que não entro no BdE

  • [Better Call Zoro]

    Sobre Planeta dos macacos, eu curti o primeiro filme!! Acho ele divertidão pra caraleo e principalmente o final, quando o protagonista descobre que esta no planeta dos Herculóides.

    Mas ainda sim, a melhor cousa sobre o planeta dos macacos É O MUSICAL DOS SIMPSONS – DR. SUES DR. SUES =D .

    Quanto a Aleph, ela realmente vem fazendo um trabalho foda nos seus livros. Eu comprei o 1º livro da Trilogia Trawn de STAR WARS e realmente ta tudo lindo. Já folheei os outros 2 e tão no mesmo nível.

    Parabéns a Aleph, aos cigarros Derby e aos Simpsons (quando ainda eram relevantes)

  • Quero spoilers do livro. Que final é esse?!

    • O_Comentarista

      Eles comem o cu de todos os curiosos.