Para ouvir antes de morrer – The Polyphonic Spree

Abandonai aqui todo o preconceito!Há muito tempo atrás (uns 10 anos, por aí), estava eu navegando pelas interwebs no início da popularização da banda larga procurando uns joguinhos em flash pra passar o tempo. Entre um joguinho e outro eu encontro um jogo estranho chamado A Quest For The Rest. O objetivo do jogo era bem simples, você interagia com o cenário e ajudava os três personagens a se mover do ponto A para o ponto B.

Mas o que me impressionou mesmo no jogo era a trilha sonora do jogo. Ela era extremamente bonita, com um quê de infantil, uma música que te relaxa e te anima, realmente gostosa de ouvir. Então você percebe que o jogo é apenas um meio de divulgação pro trabalho da banda.

105_1PolyphonicSpree_WendyLynch1

A formação do Polyphonic Spree varia muito, mas geralmente a banda é composta de um coral de 10 pessoas além do vocalista e idealizador da banda Tim Delaughter (que também é diretor musical, tecladista, guitarrista e percussionista), uma dupla de tecladistas, um percussionista, um baterista, um baixista, um guitarrista, um flautista, um trompetista, um trombonista, um violinista/violista, um harpista, um trompetista, um tereminista, um tocador de pedal steel, e um técnico de efeitos eletrônicos.

A banda possui 4 discos até o momento, nos quais o último eu ainda não conferi. Um detalhe interessante é que os álbuns se comunicam através to título de suas músicas. Todas a músicas são chamadas Section e possuem um subtítulo, que acaba sendo o nome real da música, porém a última música do primeiro disco é a Section 9, e primeira do próximo disco é a Section 10 e assim por diante.

Bem, isso não importa, o que importa é que o som dos caras é diferente, e diferente de uma maneira boa.

Melhor cover de todos: