Oshiete! Galko-chan

Please-Tell-Me-Galko-chan

A tradução seria algo como “Por Favor me diga Galko-chan” ou algo assim. E é disso que se trata.

Mas suponho que devo elaborar mais isso.

Numa sala de aula qualquer no Japão, três garotas se reunem para conversar e não é exatamente nada muito inocente.

As garotas são interessantes e criadas de forma genial. Cada uma é um tipo de estereotipo e chamam umas às outras por apelidos que refletem isso, pelo menos aparentemente.

b63d34a4f3242d44df70a16f7ebbeab3

Galko, a loira, é, pelo menos em aparencia, uma Gyaru Girl, uma subcultura de garotas com cabelos tingidos, normalmente de loiro, maquiagem pesada e outros detalhes, como serem facilmente pegáveis para qualquer um. No caso de Galko isso não procede, ela é bastante ingenua na verdade, mas não evita que ela seja alvo de boatos.

A de óculos é Otako. Auto explicativo nesse caso, mas enganoso. Ela lê mangás, mas são todos do irmão dela. Otako é uma leitora compulsiva de qualquer coisa. É também a que geralmente busca as explicações para as dúvidas que surgem nas conversas.

A terceira é Ojou. Ojou significa, ao pé da letra, Princesa, e é um tratativo comum para garotas ricas, “Ojou-sama”. Fazendo jus a um aspecto desse estereotipo, ela é bastante ingenua, mais que Galko, no caso por ter uma criação muito protegida.

 

b0072710_56dae385ad1ff

São 12 episodios de sete minutos cada. Eles começam com uma narradora fazendo alguma pergunta “É verdade que…”, em geral ligada a sexualidade, duvidas sobre puberdade, e boatos estranhos, seguindo então para as garotas discutindo sobre isso por um tempo. É quase educacional, se não fosse interessante, ao contrário de videos educacionais mesmo.

a58ac107-s

Zweist
25/04/2017
  • Zweist, você colocaria uma filha sua pra ver esse anime quando ela começasse a fazer perguntas sobre de onde vem os bebês e o porquê barulho você e a mulher ficam fazendo no quarto à noite?

    • O Impronunciável Zweist

      Certamente. Pelo menos até ela aprender a ler. Depois seria melhor A Conversa.

  • Anubis_Necromancer

    Atualmente peguei apra ver re:Creators.
    Muito bom esse anime.

    É sobre criações de mangás, animes e games que de alguma maneira conseguem ir para o mundo real, aonde tentam encontrar os “deuses criadores” para que possam mudar o mundo deles.
    Vale a pena.

    • O Impronunciável Zweist

      Darei uma olhada.

  • O_Comentarista

    Fazer uma versão dos amiches desse anime, mas com as alcunhas de Bêbado, Drogado, Careca, Velho, Broxa e Sem Moral.

  • Landolfi sasina

    Será que esse anime é verdade que…
    Na verdade seria uma pergunta do tipo
    E para desmitificar teorias tais como… Cada pessoa que tem a aparência de uma coisa não é mas fica aí a situação…
    Tal como brocha professor, moe entre outros
    1 o mangá é totalmente diferente do anime, ele corre de um lado tal como konosuba e o melhor de todos Kobayashi San
    Eu assisti o anime foi legal, mas aí para matar minha curiosidade eu fui ler o mangá
    É bem para tanto eu digo, você leu o mangá? se leu até onde chegou? Isso que vou falar e como a fosse espoiler.
    Lembra aqueles harém do tipo que tem o cara patético e chove de mulher atrás deles sem ele fazer merda nenhuma, além de esbanjar tipo como tenchi muyo ? E ele é de coragem ou simpatia o cara legal que mostra ser um homem legal e a mulherada monstra super poderosa que quer por que quer ficar com ele, então…
    Então depois de uns certos capítulos com a Kobayashi e assim, as dragoas chegam a tal ponto que querem fazer filho nela, super legal, se não ficasse parecendo uma salada de frutas e meio surreal, um inimigo saído do cu do dada e a decisão é totalmente ao contrário do que veio fazer

    • O Impronunciável Zweist

      A Tooru é bastante assertiva com a Kobayachi e já deixou claro várias vezes que quer transar com ela. Procriar é a palavra exata e dada a natureza dela, faz bastante sentido.

      Há outros animes que a ranhenta poderia ver para ter alguma noção. Mas nada substitui A Conversa.

      • Landolfi sasina

        o problema não foi apenas a tooru, se fosse tudo bem, mas se você leu ate onde li deve ter visto, que apareceu um inimigo, que bom queria destruir tudo, e pela boa vontade de Kobayashi ela se apaixonou por ela foi viver com ela e as duas disputam a Kobayashi, desculpe se dei spoiler

        • O Impronunciável Zweist

          Você tá falando da Iruru, a pequena que tem uns peitolões imensos e não se transforma totalmente em humana, certo? É. Acrescentar ela é o que mais traz a fórmula pra harem, porque as outras dragoas não se atraem pela Kobayashi.

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    É um anime divertido que acaba sendo educativo, ou um anime educativo que acaba sendo divertido?

    • O Impronunciável Zweist

      Eu diria o primeiro.

  • Vai pra lista de Animes pra assistir, ainda mais que só tem 12 episódios.

    Tenho que lembrar de terminar Umaru Chan.

  • Pingback: xmt85c4wx5ctwxw3tcerthve56()