Os Campeões e o drama do proletário

chaopinos

Algumas revistas merecem uma morte horrivel.

 

Uma reunião editorial da Marvel, meses atrás:

Tom Brevoort  – Mark, vamos atribuir uma revista nova pra você, vai começar do zero e achamos que você, com seu conhecimento do passado da editora vai saber tratar bem dela. Vamos trazer de volta uma velha equipe, coisa bem ao seu gosto.

Waid – Ótimo, demais mesmo. Qual equipe?

Brevoort – Os Campeões!

Waid – Aí sim, Hercules, o Motoqueiro Fantasma, Viuva Negra ….. peraí….Anjo e Homem de Gelo….

Brevoort – errr não. Bem, dois desses são mutantes. Os mutantes estão com a Fox então a ordem Lá de Cima é ignorar o quanto for possivel. Mas acho que podemos arranjar o Ciclope. Motoqueiro e Viuva estão sendo modelados pros filmes e séries. E todos cagam pro Hércules.

Waid – Quem então?

Brevoort – Vê só que incrivel. Teremos, além do Ciclope, o Homem Aranha, Miss Marvel, Nova, a filha do Visão, e, se liga, o Hulk.

Waid – Mas nenhum desses é o personagem clássico, são todos aquelas novas versões. Bem, exceto o Ciclope, mas, vocês não mataram ele? Vou ter que bolar como trazer de volta?

Brevoort – Não, não. É o moleque. O que viajou no tempo.

Waid – Ai meu caralho. Não. Esquece. Estou fora.

Brevoort – Acho que você não entendeu sua situação Mark. Precisamos de alguém da velha guarda, alguem respeitado, pra esse projeto. E você foi o escolhido. Lembre-se, agora fazemos parte da Disney. E você sabe o que o Grande Rato faz com os que lhe desagradam. Então você vai aceitar e dar entrevistas com um sorriso.

Waid – Não tenho escolha, não é? E quem vai desenhar?

Brevoort – Humberto Ramos.

Waid – Querelho…….

E foi assim mesmo.

É uma pena que um sujeito como Mark Waid acabe tendo que se sujeitar a fazer esses trampos, para manter o pão na mesa e não irritar o Grande Rato.

E o que tivemos com o primeiro número?

champions_2_cover

A Miss Marvel, que havia começado bem em seu titulo, atingiu niveis Lisa Simpson de chatice engajada. E isso nem é coisa do Waid, ela já vinha caindo pro discurso rasteiro há algum tempo.

Então depois de uma briga com a Gangue da Demolição (não contra outros herois, isso por si só já merecia uma Graphic Novel na Marvel atual) há todos aqueles danos colaterais. Ela fica bolada com os estragos nos trilhos e num food truck e insiste que os Vingadores devem ajudar na reconstrução.

 

O Capitão Falcão diz que não dá. Ninguém ali é engenheiro e há regras dos sindicatos contra esse tipo de coisa. Kamala, já bolada com a Guerra Civil II, abandona os Vingadores, e se reune com seus outros dois amigos que já tinham feito isso, Nova e Miles Morales.

650x650_abf3b0fc4547e8645055fea50ad5d99d65376549d8f8053a2757a754

Os dois recrutam o Hulk-Cho, esse chama Viv, a filha do Visão, que joga online com ele. O grupo então resgata algumas meninas que iriam ser vendidas como escravas sexuais por um sujeito vestido de palhaço sinistro.

A ação toda é gravada por celulares de testemunhas (não vamos entrar no mérito de onde caralho surgiram todas aquelas pessoas nas docas de Baltimore) e, depois de um discurso da Miss Marvel, afirmando que pretender ser diferentes e mudar o mundo pra melhor, o grupo recebe muito apoio, que eles checam em seus celulares. E um nome dado pelo povo, Os Campeões.

Só um detalhe. Os Campões sempre foi um dos nomes mais ridiculos de herois. É tipo, Os Bons Pra Caramba. Mas enfim.

 

scp1-300x225

 

Waid está escrevendo com sua habital competência, mas dá pra ver que está lutando pelo material e nem de longe escrevendo livremente. A outra parte da equação é o desenhista, Humberto Ramos.

E está ruim. Ruim até para o nível Humberto Ramos de ruindade. Cada imagem da Miss Marvel por exemplo, parece que ela está interpretando alguém que acaba de ter um derrame.

kamala

E não se vê corpos distorcidos assim, nem pernas tão estranhas desde o Kurumada desenhando Cavaleiros.

miles

Não posso parar de pensar que Waid, preso por contratos e ameaças veladas, está infeliz, preso a tamanhas desgraças, obrigado a fazer o possivel para avançar as agendas malucas da Marvel, com o máximo de seu talento, afinal, não quer ver sua carreira, construida com anos de labuta, jogada fora.

Como sei que ele está triste? Ora, ele vive mencionando que quer usar o Circo do Crime como vilões. É muito apego ao passado.

Mark Waid é o proprio retrato do proletário, oprimido por corporações gananciosas, para agradar as massas cegas.

É agora que precisariamos do Traveco Mistico pra fazer um discurso comunista. Mas não importa, afinal, até ele terminar de escrever um, o gibi já vai ter sido cancelado.

Zweist
10/10/2016