Lanterna Verde – Crepúsculo Esmeralda/Novo Amanhecer

Bom, eu gosto.

Superciborgue e Mongul se aliam para derrotar Superman. Seu plano inclui a construção se um super motor para transformar a terra em uma réplica do planeta natal de Mongul, conhecido como Mundo Bélico. A cidade escolhida é Coast City, terra natal do Lanterna Verde Hall Jordan. Ao final de uma extenuante batalha, Jordan consegue derrotar os malfeitores, porém o preço pago foi Coast City ser completamente varrida do mapa, restando em seu lugar nada além de uma cratera.

Mesmo com os anos de experiência e sacrifício heroico, a perda se mostra muito grande para ser assimilada por Jordan, que em uma espiral de dor, desespero, esperança e loucura, parte para Oa em busca de poder para restaurar a cidade e a vida dos habitantes de Coast City. Durante sua jornada amigos e antigos aliados tombam aos seus pés, um absurdo para os outros mas um passo necessário para Jordan. Toda Tropa acaba sendo morta por ele.

Com Jordan trilhando um caminho maligno, John Stewart morto e Guy Garder fora da Tropa, um novo Lanterna humano acaba sendo escolhido. O novo Lanterna é o jovem artista Kyle Rayner, que apesar de sua coragem e força de vontade, não possui nenhuma maturidade ou senso de responsabilidade. Um grupo governamental secreto está em busca do anel da Tropa para usos militares, e para isso resolvem colocar o psicopata Major força no encalço de Rayner, e o mais novo herói vai aprender da pior maneira que ser um herói não são apenas louros.

***

Ok, tá aí uma história que eu sempre tive curiosidade de conferir. Aqui vai uma dica: nunca leiam algo cheio de expectativas, pois mesmo se a leitura for boa ela vai te deixar com uma sensação de que faltou algo. Esse não é o caso aqui, até porque eu li sem grandes expectativas, só achei que era uma boa hora pra dar uma dica. Mas quanto à história, ela é legal, mas nunca liguei muito pro Hal Jordan.

É uma boa história, com um final interessante (falando da parte de Hal), mas ok, nada além disso. O roteiro de Ron Marz é muito bom, só que a mudança constante de desenhistas, com momentos de brilhantismo num mar de mesmismo e ocasionais toletes de desenho ruim boiando aqui e acolá estragam um pouco o consenso da história. Quando a história da origem do Kyle Rayner se inicia os desenhos que eram inconstantes se tornam mais uniformes na sua ruindade.

Falando em Kyle Rayner tá aí um personagem que, assim como Ethan Hawke, sempre foi uma jovem promessa até  o dia que deixou de ser jovem. O cara tinha um visual único, um passada como  artista plástico que garantiria um maior gama de pirações com o anel, o cara tinha até mesmo uma origem menos estereotipada e engessada que seus predecessores, mas acabou sendo tão mal trabalhado através  dos anos que hoje em dia é mais fácil achar quem goste da Jubileu dos X-Men ao invés de um fã desse cara.

A história  presente nos extras vem de DC Comics Presents #27, de 1980, roteirizada por Len Wein e desenhada por Jim Starlin (que dupla!), marca a estreia de Mongul, em uma tentativa de chantagem contra o  Superman para que ele obtenha a chave de uma arma capaz de destruir planetas. O que o Homem de Aço não contava é com o fato da chave ser protegida por ninguém menos que o Caçador de Marte. Caramba, essa história sim deu vontade de ir atrás da continuação, material bom e feito por pessoas de alto calibre.

Saldo final: temos aqui um bom material para fãs o personagem, mas se você, assim como eu, não liga muita pra histórias do Lanterna Verde, principalmente o Hal Jordan, dá pra deixar pra ler em outra oportunidade sem problemas.

Godoka
09/02/2018
  • [Harvey]

    “Aqui vai uma dica: nunca leiam algo cheio de expectativas, pois mesmo se a leitura for boa ela vai te deixar com uma sensação de que faltou algo. Esse não é o caso aqui, até porque eu li sem grandes expectativas, só achei que era uma boa hora pra dar uma dica.”

    Nada de dicas Godoka, queremos vídeos tutoriais que nos ensinem a ler encadernados sem qualquer expectativa para nos surpreendermos positivamente

  • O_Comentarista

    Poderiam ter deixado o Jordan morto e investido no Kyle, mas o Geoff cagou pra isso…

    • [Harvey]

      Hal Jordan de todos os lanternas é o que tem a personalidade mais rasa e bostona. John, Guy e o Kyle são mais humanos, com qualidades e defeitos.

      Mas é justamente nessa época que TUDO NAS HQS COMEÇA A DESANDAR, tanto na marvel quanto na DC, então pouco importa a decisão que teriam, alguma merda ia ser feita (como o Paralax que tinha o plano maligno de fazer um universo onde TODO MUNDO ERA FELIZ e o Batman, heroi da pohha acaba com isso)

      • O_Comentarista

        Nessa época q foi cometido o Massacre Marvel…

        • Frogwalken

          E o Wolverine SEM ADAMANTIUM E SEM NARIZ!

          • [Harvey]

            Sim e o retcoon de que as garras dele sempre estiveram ali e não foram implantadas no Arma X.

            E depois o Wolverine Animal …PQP

          • Frogwalken

            E depois o Dentes de Sabre com ADAMANTOBA nos Ossos que o Logan derrotou em algumas páginas, sendo que o FDP já era um adversário difícil sem isso!

            A MARVEL EEEEEEEEEEEEEEERRRRRRRRRRRRRAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!

        • [Harvey]

          E a saga do Clone, a merda toda que fizeram com os X-Men, Morte do Super, a queda do morcego…

          Tirando Spawn e Hellboy os anos 90 foram um leeeshhhooooo para os quadrinhos.

          • Frogwalken

            Já esqueceu os maiôs atochados e a VOADORA DE PERNA ABERTA ?!?

            INFIDEL!!!

  • Anubis_Necromancer

    Hal Jordan FULL PUTAÇO!

    • [Harvey]

      gosto muito da explicação da DC de que o Hal Jordão com o Paralax fica com os mulets grisalhos :D

      Deveriam ter aplicado isso ao Nick Fury (no qual alias acho um absurdo deixado ele negro). Porra custava terem criado um NOVO PERSONAGEM NEGRO ao invés de simplesmente mudar TODAS AS SUAS CARACTERISTICAS FÍSICAS?

      Aprendam com o Bishop de X-Men!! MELHOR HERÓI DE TRABUKO

      • Frogwalken

        Não tem problema ele ser negro, o foda é empurrarem goela abaixo seguindo a modinha dos filmes

        enquanto o grisalho das antigas tem um DESTINO HORROROSO em PECADO ORIGINAAAAAAAAAAAAAAAAL!

        • [Harvey]

          tem sim, ele negro não tem os MULETS GRISALHOS E MUITO MENOS FUMA XARUTO

          • Strider_Tag

            Nick Fury “L. Jackson” exemplo para os TEMPOS MODERNOS

  • PCB

    Também nunca vi algo interessante na personalidade do Hal Jordan. Fora da Trindade, pra mim o mais legal é o Flash

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    Também, olha a imagem que escolheram pra capa. Não dá esperar boa coisa com uma capa dessas!

  • Egon-pastor pastafariano

    o ironico é que hoje tirando pela fanboizice do geoff johns o Hal Jordan é o lanterna verde mais esquecivel de todos

  • Strider_Tag

    Nessa época, o John Stewart não tava morto. Ele tava cuidando do “Planeta Mosaico” **, e tinha até virado um “Guardião honoràrio” **, mas aì esse lance do Haroldo Jordão LOUKO Y ASSASSYNO deixou ele sem poderes. Logo depois, os Darkstars recrutaram ele, e eles viraram a policia (para quem precisa …) do espaço, na ausência dos Lanternas. Foi nesse periodo como Darkstar (aonde até a Donna Troy foi Darkstar) que ele foi ferido e tinha ficado paraplégico, tanto é que ele faz uma ponta no inicio da JSA do Geoff Johns, usando cadeira de rodas.

    ** Claro, isso foi IGNORADO no Brasil.