Hayao Miyazaki de volta em novo projeto

Nunca mais outra vez novamente de novo

cl5ljmxvyaaejtg
Ah… o fim de ano chegando e aquelas coisas inevitáveis que ele traz. Especial do Roberto Carlos, supermercados tocando Então é Natal da Simone e claro, Hayao Miyazaki anunciando de novo que vai voltar da aposentadoria.

Desta vez o projeto do lendário e indeciso animador é Kemushi no Boro. Originalmente, era um curta animado sobre uma lagartinha, feito para o Museu Ghibli. Mas aparentemente Miyazaki não gostou do resultado e resolveu fazer um longa.

a tal da lagartinha

a tal da lagartinha

E podemos esperar que depois desse ele anuncie novamente sua aposentadoria, o que, pelo padrão dos acontecimentos, só quem acredita são aqueles que realmente acreditam em coisas como Papai Noel e Midia Ninja.

O proprio afirmou que tem conciencia que não é mais um garotinho e, bem, pode acabar perecendo no processo, já que a estreia estaria prevista para 2019, mas prefere ir tentando fazer a bagaça do que se arrepender de nem começar.

O projeto aparentemente ainda não recebeu sinal verde no estudio, mas dificilmente não irá pra frente. Então é uma ótima ver o suposto ultimo “ultimo projeto” de Miyazaki, um dos ultimos animadores old school e mais comprometidos com sua visão artistica do que com fazer um porrilhão de grana.

E estou olhando para Procurando Dory, Carros 2 e Universidade Monstros enquanto afirmo isso.

  • Carros foi um erros, Carros 2 então…

    • Não sei porque a birra com Carros, as crianças adoram e acho que este era o objetivo!

      • Frogwalken

        É que as merdas eles lançam num instante e os Incriveis 2 só em 2018… =(

      • PCB

        Afinal, o desenho que elas gostam é Carros, enquanto o desenho que nós gostamos é Cavaleiros dos Zodiaco… creio que as crianças estão numa condição bem superior!

      • Felipe P. Silveira

        teve nego véio que foi chorar vendo a obra do mestre kurumada no cinema. como bem disse o @PCB

  • O_Comentarista

    Ele aproveitou a desaposentação antes do Supremo votar contra.

  • Bob Balburdia

    “O anime está morto”