Eu Sou A Lenda

img_20161220_145752165

Mais um post safado revisitando algo sobre o qual já escrevi.

img_20161220_145645778

Deveria revisar meu post sobre Eu Sou A Lenda, mas a preguiça fala mais alto. Se alguém se interessar, a resenha pode ser lida clicando aqui. Na época eu conheci a obra de Richard Matheson eu formato digital, e não exatamente em uma cópia legal. O fato é que a saga de Robert Neville me impressionou bastante, principalmente por ser tão diferente do fiasco cinematográfico estrelado por Will Smith. Eu Sou a Lenda é meio que uma obra com um destino infeliz, pois nenhuma das suas adaptações para a grande tela resultou em algo bom.

img_20161220_145742596

Mas parando de divagar e retornando ao assunto do post, o livro figurou minha longa lista de obras a se adquirir em formato físico por um bom tempo, até que na última black fraude eu cruzei meu olhar com essa edição da Aleph. Esta é uma edição a altura de um grande clássico do terror, em capa dura, papel pólen e uma arte de capa e contracapa maravilhosa. O interior também não fica atrás, e o livro começa com um prefácio breve e conciso escrito por um fã da obra e outro mestre da literatura de terror, Stephen King.

img_20161220_145659626

A obra, dividida em três partes, cada uma situada em uma data crucial dos diários de Neville, é dividida com ilustrações de Giovanna Cianelli, e essas ilustrações também “abrem” o livro. Cada capítulo possui em sua página inicial um desenho de um objeto ligado a trama, fazendo com que o livro te conquiste nos mínimos detalhes. A diagramação do texto, em letras grandes e bem centralizada, faz com que o texto se estenda bastante, passando a impressão de que este é um livro enorme, porém ele pode ser lido integralmente em um ou dois dias. Parece desnecessário de início um texto breve como este ocupar pouco mais de 300 páginas, mas esteticamente o resultado é tão bonito que vale a pena.

img_20161220_145731585

As páginas finais do livro são reservadas para dois textos. O primeiro é um breve estudo filosófico sobre o livro, lançado na revista Philosophy e Literature, em 2010, um texto bem interessante, mas que corta um pouco o clima da obra, principalmente se você escolher lê-lo em sequência ao final da mesma. Por fim temos uma breve entrevista do próprio Matheson em 2007 (o escritor faleceu em 2013), legal, mas pouco acrescenta à obra. No momento que escrevi o texto, Eu Sou A Lenda se encontra à venda na Amazon por 25,94 golpinhos, asseguro-lhes que vale cada centavo.

img_20161220_145811256

img_20161220_145752165

Godoka
20/12/2016
  • Churrumino

    Que capa sensacional! *-*

  • O_Comentarista

    Esse livro não é a biografia do Zweist?

    • Frogwalken

      Antes ou depois do Ragnarok?

  • Esse livro é sensacional. Também resenhei lá pro bde :

    http://bailedosenxutos.com/resenha-enxuta-eu-sou-lenda/

    • Legal. Essa é provavelmente a edição mais bonita da Aleph que eu tenho.

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    EU SOU A LENDIA é um livro que tenho muita curiosidade pra ver o quanto ele é diferente do filme.

    • Ele é bem diferente, e bem mais bad vibe.

      • Anubis_Necromancer

        Nem me fale.
        Ainda assim fenomenal.

  • Essa edição está muito legal!