Drifters: Uma Bagunça ÉPICA!

maxresdefault (1)

Kouta Hirano ataca novamente!

Ah, caso você não conheça esse tal Kouta Hirano pelo nome, talvez reconheça por sua principal criação (caso seja um apreciador de mangás e animes, claro). Ele é o criador de Hellsing, mangá que narra as aventuras do vampiro Alucard ao lado de sua “criada”, a policial Celas Victoria (que eu só chamo de “Celes”), e que deu origem a duas adaptações animadas, uma para TV que, inclusive, foi exibido no Brasil pelo extinto canal Animax, e uma em OVA, essa totalmente fiel ao mangá e com qualidade MUITO SUPERIOR a série de TV. Ah, e Hirano também virou personagem em High School of the Dead. Sério, é ele mesmo! Daisuke Satô, que faleceu em março desse ano, era amigão de Hirano e colocou o gordinho esquisito no mangá onde garotinhas colegiais combatem uma infestação zumbi!

mu8sj7

Kouta Hirano e sua contraparte maníaca animada.

Pois bem, após o fim de Hellsing em 2008, Hirano resolveu usar novamente sua criatividade “exótica” na arte de misturar elementos históricos e mitológicos em histórias megalomaníacas, e nos brindou com a crianção de Drifters. Caso você não tenha lido Hellsing e tenha ficado um pouco confuso(a) com essa descrição, basta saber que Hirano misturou vampiros, lobisomens, nazismo e guerra entre “facções” religiosas na trama. Em Drifters ele vai ainda mais longe! Agora temos figuras históricas reais se enfrentando em um mundo medieval, com direito a elfos, anões, dragões e tudo o mais que um bom RPG do sistema D&D deve ter.

drifters anime

A história é a seguinte: em pleno Japão feudal, mais especificamente durante a famosa batalha de Sekigahara, Shimazu Toyohisa está enfrentado um exército de soldados sozinhos para defender a fuga de seu tio (isso é um fato histórico). Após um ataque kamikaze para matar o general inimigo, Toyohisa cambaleia tentando usar as últimas forças para chegar a sua terra e lá morrer. No entanto, sua caminhada é interrompida ao perceber que não mais está nos campos verdejante da Terra do Sol Nascente e, sim, em um estranho corredor branco com várias portas por toda sua extensão e que a sua frente está um homem em vestes estranhas para ele, sentado atrás de uma mesa. Ao tentar obter respostas, o homem assina um papel, o que faz com que Toyohisa seja sugado por uma dessas portas e vá parar em um mundo totalmente diferente do seu.

02

03

Ele é salvo por dois estranhos seres de orelhas pontudas que falam uma estranha língua e que o levam até outros dois forasteiros. Após se recuperar de seus ferimentos, acaba descobrindo que os dois forasteiros são Oda Nobunaga, um famoso lorde feudal que iniciou a unificação do Japão, e Nasu no Yoichi, um famoso arqueiro japonês. O único problema é que Nobunaga havia sido traído e assassinado há 18 anos e Yoichi morreu…há mais de 400 anos! Então, como todos podem estar vivos e juntos naquele local?

drifters-1324989

Com o passar da trama descobrimos que o tal mundo onde Toyohisa, Nobunaga e Yoichi estão se situa em outro plano e que está havendo uma estranha guerra onde cada lado parece poder escolher figuras históricas importantes e com habilidades de combate para servirem como suas forças de ataque. A Toyohisa, Nobunaga, Yoichi e os demais personagens que irão aparecer mais adiante para completar o time, como Aníbal Barca, Butch Cassidy, Sundance Kid, Cipião Africano entre outros, é dado o nome de Drifters. Juntos eles terão que enfrentar os “Resíduos”, outro grupo de figuras históricas com nomes como Joana D’arc, Anastasia, Grigori Rasputin e tantos outros que são comandados pelo misterioso Lord Negro, o qual quer tomar o controle total deste mundo.

Drifters

O bacana de Drifters é que essa salada que tem tudo pra dar errado, nas mãos de Kouta Hirano se torna uma aventura divertidíssima! Ele pega todos esses personagens históricos e lhes dá visuais estilosos e habilidades “massavéio” sensacionais. Tudo acaba parecendo uma grande RPG maluco mas muito criativo  com personagens extremamente carismáticos (Toyohisa HEROIZAÇO) e com cenas de ação espetaculares. Aliás, por falar em cenas de ação, Hirano não se foca apenas em batalhas mano a mano, se bem que elas estão no mangá nos momentos corretos e são ÓTIMAS, mas ele dá um ar grandioso a coisa toda com batalhas entre exércitos cheias de muita estratégia e engenhosidade. É muito bacana ver os personagens pensando antes de partir pra porrada pura, coisa que a gente pouco vê em mangás de ação hoje em dia.

Drifters teve os seus 3 primeiros volumes publicados no Brasil pela Nova Sampa em 2014 e…parou por aí! Tanto pelo fato de que, até aquela  data, no Japão ainda não havia sido lançado o volume 4 (e Hirano parece produzir o mangá em passos de tartaruga) quanto pelo fato da editora ter dado uma LOOOONGA pausa no que tange ao lançamento de mangás. No entanto, este ano a Nova Sampa já anunciou sua volta com novos títulos e, quem sabe, publique os volumes 4 e 5 que já saíram no Japão.

37f12b5f9a

Junto ao último episódio do OVA de Hellsing, lançado em 2015, foi exibido um trailer da adaptação em anime de Drifters que acabou pegando muita gente de surpresa, eu incluso. Como estava junto da série em OVA de Hellsing, a qual só lançava dois episódios por ano, achei que Drifters seguiria o mesmo caminho e teríamos uma espera martirizante de dois episódios anuais. Pra minha alegria e total surpresa, Drifters estreou em 2016 como uma série de TV (da qual só tomei conhecimento por que o Zweist me avisou) com 12 episódios fechando sua primeira temporada e prometendo uma segunda para…bem…nem eles sabem exatamente quando, mas espero que seja ainda pra esse ano.

Abaixo, o trailer que saiu junto com o último capitulo de Hellsing Ultimate:

 

E, aqui, o trailer da série para TV. Percebam como a qualidade não caiu!

 

 

A série é pra TV mas sua qualidade não deixa nada a dever ao belíssimo OVA de Hellsing, o qual teve a mão da Madhouse. O Hoods Drifters Studio faz um trabalho de encher os olhos,  com uma paleta de cores linda, uma fidelidade absurda ao traço original do Hirano e com total fidelidade a história original também, ao contrário do que fizeram com a versão para a TV de Hellsing.  A animação é fluída em tempos de animes travados, e o uso do CG é pontual em tempos de CG cagado (beijos, Berserk). Ah, sem falar nessa abertura PHODABAGARAI!!!! Confere:

Então é isso, povos e povas. Fica a indicação, caso você esteja procurando algo novo e que fuja das animações tradicionais e repetitivas. Drifters é divertido, bem produzido (tanto o mangá quanto o anime) e altamente recomendável. Um Caverna do Dragão onde as pessoas estão mais preocupadas em guerrear do que em voltar pra casa, com o ponto extra de não ter um unicórnio filho da puta enchendo o saco! Só alegria!

  • O_Comentarista

    Curti a premissa do mangá.

    • Edalmir Biscaia Das Neto

      Quando saiu todo mundo que jogava RPG ficou doido.

  • Anubis_Necromancer

    Apesar de não curti muito o criador do mangá, a história é boa.

    • hellbolha2

      Por que? O bichinho é só um nerd gordo e bizarro…qual mal há nisso?

      • Anubis_Necromancer

        Muito fan-servicismo.

        • hellbolha2

          Bem…contra fatos não há argumentos…assim sendo, silencio-me em concordata.

          • O Impronunciável Zweist

            Todos tem o direito a discordar, exceto em dois casos, gente acha fan service demais em qualquer situação ou Anubis.

          • hellbolha2

            O fan-service do Hirano não me incomoda. Concordo que tem em profusão, mas não me incomoda mesmo.

  • o Inconcebível Bob Balburdia

    Já não falaram dele aqui?

    • hellbolha2

      Talvez…MAS NÃO FUI EU, ENTÃO NÃO CONTA!

      Falando sério agora…é verdade, vi agora…e foi o Zweist…e FOI NESSE POST QUE ELE ME AVISOU DO INICIO DO ANIME QUE EU NÃO SABIA! MAS EU SOU UMA ANTA MESMO!!!

      • o Inconcebível Bob Balburdia

        Bom pelo menos você falou também do mangá e ele só do anime. Ou não…