Boston Legal

Danny Crane

g2qW003FahCPBXAlGd6PM1yC3D9

Sempre achei legal séries de advogados, tribunais, essas milongas, mas nunca me ocorreu em ser advogado eu mesmo. Não costumo ter paciência para longas discussões e posso ter a tendencia a encerra-las com um pilão giratório. Enfim.

Mas essa série tem alguns aspectos que a diferenciavam da outras.

Em boa parte do tempo é uma comédia. Ok, Ally Mcbeal também era, ouvi dizer, mas aqui estamos falando de nomes mais conhecidos, como Candice Bergan, James Spader e Willian Shatner. Ele mesmo. O  capitão Kirk que vale.

Boston-Legal2

Há umas quebras ótimas da quarta parede, como quando o personagem de Shatner, Dany Crane, está pescando e o personagem de Spader, Allan Shore, está com ele. Os dois tem o seguinte dialogo:

Shore – Os salmões estão sendo atacados por parasitas Dany, são chamados de cling-ons (agarradores).

Dany – Você disse klingons? – e ele olha assustado pro amigo.

Os dois tem um bromance poucas vezes visto. Se fossem de sexos diferentes, seria um relacionamento muito bom, já que mesmo com as brigas ocasionais, estão sempre reafirmando como se gostam e como jamais abandonarão um ao outro. E o fato de não serem gays também gera ótimas situações, já que as pessoas parecem estar desacostumadas com esse tipo de lealdade entre amigos.

Praticamente todos os episódios terminam com um pequeno ritual deles, onde ficam bebendo whisky e fumando charutos, vendo a noite de Boston, sentados em cadeiras confortáveis na sacada do escritório de Dany. Ali eles discutem alguma coisa do episodio ou apenas a vida, o universo e tudo mais.

Boston Legal Seasons 1-5 3

Algumas pessoas também chamaram a série de “O Asilo da Ficção Cientifica”, pois além de Shatner, tivemos também Paul Lewiston (René Auberjonois) e o juiz Brian Hooper (Armin Shimerman) (respectivamente Odo e Qwark de Jornada nas Estrelas Deep Space 9). Eles se apresentam como “velhos conhecidos”. E apareceu gente de Firefly, Star Trek Voyager, Blade Runner, 2010 e por aí vai.

As partes sérias, em particular, as vidas pessoais dos personagens são bastante pesadas, e embora não transformem a série num drama, os afetam bastante.

Afetam muito.

Afetam muito.

É interessante notar que a série acaba sendo usada em certa medida para expressar as ideias do criador da série, David E. Kelley. A firma de advocacia, Crane, Poole e Schimdt, frequentemente pega casos que os colocam contra o governo e grandes corporações. Nessas horas, é possível esperar que um dos advogados, geralmente Allan, fará um longo discurso de encerramento atacando de tudo, das guerras idiotas (a série é de 2005 até 2009, durante o mandato do Bush), práticas abusivas das corporações até o falho sistema de ensino. Em outra quebra da quarta parede, um deles menciona isso, que eles fazem longos encerramentos e os advogados do outro lado, não.

 

Dany é sócio fundador da firma, Crane, Poole e Schimidt, e faz sempre questão de deixar claro que é o primeiro nome na porta. Seu ego é de proporções cósmicas, mas, na verdade, é justificável. Ele era um advogado lendário na cidade e um fodeur que deixou poucas sobreviventes quando mais jovem. Na verdade, ele ainda consegue muita mulher. Conforme foi ficando mais velho, e no ponto que a série está, ele é uma coleção de comportamentos estranhos e/ou ultrajantes, como atirar em clientes com armas de paintball, cantar agressivamente todas as mulheres que vê, prestar declarações polemicas e falar de si mesmo na terceira pessoa. Isso é muito engraçado, mas tem origens bem pesadas. Dany foi diagnosticado com Alzheimer (que ele chama, em tom de brincadeira, mas é mais por medo do que por qualquer outra coisa, de Vaca Louca) e tem um medo pavoroso do que possivelmente lhe aguarda, dado o orgulho que tem da própria mente. Ele está sendo lentamente afastado dos tribunais pelos outros sócios e fica assustado e nervoso com isso. Claro, sendo Dany Crane, ele frequentemente usa a Vaca Louca como justificativa para fazer coisas pouco aceitáveis.

1242869252_1

Allan Shore também é um advogado brilhante, dado a longos encerramentos e com tendencia a transformar o julgamento em um palanque para suas opinioes. No entanto, isso, e sua capacidade de virar os fatos num julgamento, lhe garante uma carreira com mais sucessos do que falhas. Ele também tem um cartel impressionante de mulheres no curriculo, mas nunca consegue ficar muito tempo com uma, normalmente se sabotando em um momento ou outro. Allan tem uma tremenda dificuldade em compartilhar seus sentimentos reais num relacionamento e mesmo assim, tem medo da solidão, que lhe chega a lhe dar ataques de terrores noturnos.

tumblr_npuqfz6WYX1uwme5yo1_500

Há uma coleção de outros personagens interessantes e um detalhe curioso e outro diferencial desta série. A elevada média de idade dos atores. Boa parte do elenco tem mais de 50 anos e esse pode ter sido uma das razões para o fim da série. Houveram casos, mais de um, em que uma série foi cancelada porque o publico era mais velho do que a emissora queria. Audiencia havia, mas não a que os executivos queriam.

 

Foram 5 temporadas, com quantidades meio variáveis de episódios. A primeira e a ultima em particular tem menos episódios, provavelmente porque não saberiam se a série teria algum sucesso depois da primeira temporada e na ultima, já deviam saber que a série seria cancelada.

bostonlegalinvite

Boston Legal (que aqui recebeu o criativo nome de Justiça sem Limite) é um spin off da série The Practice, que era muito mais séria e é realmente muito mais legal.

Boston Legal.

Danny Crane.

Zweist
22/02/2016
  • O_Comentarista

    Eu nunca gostei de séries de advocacia, mas o elenco dessa é muito bom.

  • Onofre Ricardo

    Uma série de advogados que parece engraçada e realmente legal (foi mal pelo trocadilho acidental)? Darei uma conferida.

  • Sempre ouvi falar bem da série, mas nunca tive saco pra acompanhar!

    • O Impronunciável Zweist

      Ela demanda um certo empenho, já que os episodios, ainda que fechados nos julgamentos, tem um certo avanço nas vidas pessoais dos caras.

      Mas mesmo sem isso, é uma boa pra ver sem compromisso.

  • Super

    Uma das minhas séries favoritas. Volta e meia eu assisto um episódio.

  • Bob Balburdia

    Vou esperar pra ver a serie que mostra a parte dos criminosos: BOSTON ILLEGAL.